O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF. (desde que não ultrapassem 2MB)
  • As referências utilizadas estão em acordo com regras Vancouver, seguindo padrões internacionais. (http://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/about/submissions)
  • O texto segue as normas de Apresentação dos Manuscritos (http://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/about/submissions); as figuras, gráficos e tabelas (somando no máximo 5) estão inseridas no final do documento na forma de anexos como .PNG, com pelo menos 300 dpis de resolução;
  • As instruções para assegurar Revisão Cega por Pares foram seguidas. (Enviar arquivos com e sem identificação)
  • Caso se aplique, foram obtidos consentimento informado e autorização para publicação de imagem ou qualquer outra informação que identifique os participantes no estudo. (Parecer do Comitê de Ética em Pesquisa)
  • Caso se aplique, foi obtida permissão para o uso de material protegido por direitos de autor. (Parecer do Comitê de Ética em Pesquisa)
  • Autores e autoras leram e concordam com a declaração de direitos autorais. (Declaração de Cessão de Direitos Autorais: https://docs.google.com/document/d/1dsY-6tuITtLEnZFrinRzULMvfp6G4DYLC6GefJ2Jr_8/edit?usp=sharing)

Diretrizes para Autores

  • Polí­tica Editorial

Cadernos ESP é uma publicação cientí­fica semestral da Escola de Saúde Pública do Ceará. Trata-se de um instrumento de difusão técnica e cientí­fica de caráter inter e multidisciplinar no campo da Saúde Coletiva e tem por finalidade publicar trabalhos relevantes para a saúde pública e suas interfaces.

Cadernos ESP está normalizado de acordo com o International Commite of Medical Journal Editors (estilo Vancouver) disponível em http://www.icmje.org.

Os artigos apresentados devem destinar-se exclusivamente ao periódico Cadernos ESP, não sendo permitida sua apresentação simultânea a outro periódico. Os autores devem declarar essas condições no processo de submissão. Caso seja identificada a publicação ou submissão simultânea em outro periódico o artigo será desconsiderado. A submissão simultânea de um artigo cientí­fico a mais de um periódico constitui grave falta de ética do autor. Os artigos publicados representam a opinião dos autores e não refletem obrigatoriamente a Polí­tica oficial da Escola de Saúde Pública do Ceará, do corpo editorial do periódico Cadernos ESP, e da instituição à qual o autor é filiado, a menos que seja declarada e documentada claramente.

Os manuscritos publicados são de propriedade do periódico Cadernos ESP, sendo vedada tanto a reprodução, mesmo que parcial em outros periódicos, seja no formato impresso ou eletrônico, bem como a tradução para outro idioma sem a autorização da Editoria cientí­fica.

Os artigos são criteriosamente avaliados pelo corpo editorial do periódico Cadernos ESP, organizado com base no sistema de revisão pelos pares. O anonimato e a confidencialidade são garantidos durante todo o processo de avaliação.

Seguindo os conceitos éticos da Conselho Nacional de Saúde (CNS), resolução 466/2012 (http://aplicacao.saude.gov.br/plataformabrasil/login.jsf), o autor deve mencionar em seu manuscrito a aprovação segundo da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), Conselho Nacional de Saúde (CNS), ou algum Órgão de igual equivalência, quando a pesquisa vier de outro paí­s.

Por estarmos na área da saúde adotamos os requerimentos da Organização Mundial da Saúde e do Comitê Internacional dos Editores de Revistas Médicas, sobre ensaios clí­nicos, estes devem estar cadastrados no Registro Brasileiro de Ensaios clí­nicos (http://www.ensaiosclinicos.gov.br/).

Nós também aderimos os padrões internacionais para publicação de pesquisa responsável desenvolvidas pelo Comitê de Ética da Publicação (COPE) (http://publicationethics.org/international-standards-editors-and-authors) que se destina a autores e editores.

Além, de também, estarmos de acordo com as normas de pesquisas com animais expedidas pelo Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA), reslução nº 32/16 (http://twixar.me/941n), que versa sobre integridade e boas práticas na produção, manutenção ou utilização de animais em atividades de ensino ou pesquisa, tendo como base modelos éticos internacionais.

O conteúdo eletrônico do periódico Cadernos ESP está sob a licença CC BY-NC Creative Commons (Atribuição-Não Uso Não-Comercial). Adotamos, também, um sistema antiplágio, no caso de constatados plágios o manuscrito será encaminhado para o Conselho Editorial (acessorado pela Procuradoria Jurí­dica da Escola de Saúde Pública do Ceará) e a publicação do manuscrito será suspensa por tempo indeterminado, ficando a critério do Conselho as penalidades aplicadas.

Apresentação dos Manuscritos

A formatação do texto deve seguir os seguintes padrões: seguir modelo disponível no site e estar em formato Microsoft Word (doc, docx) ou OpenOfficE, utilizar fonte Times New Roman tamanho 12, parágrafo com alinhamento justificado e com espaçamento entre linhas de 1,5. (Exemplos disponibilizados utilizando o Word)

  • Tí­tulo: Negrito, tamanho 16, Alinhamento Centralizado; (Contendo no máximo 60 caracteres sem espaço)
  • Autores: (2 espaços simples após o tí­tulo) Itálico, tamanho 12, Alinhamento a Direita, como nota de rodapé adicionar (Caso haja);
  • Subtí­tulos (Resumo, Introdução, Metodologia...): Negrito, tamanho 14, Alinhamento a Esquerda;
  • Resumo: Português/Inglês/Espanhol. O resumo deverá conter de 150 a 200 palavras em cada um dos idiomas, apresentando: objetivo da pesquisa, metodologia adotada, principais resultados e as conclusões. Deverão ser destacados os novos e mais importantes aspectos do estudo (se artigo original, artigo de revisão ou relato de experiência). Os resumos em inglês e espanhol são de responsabilidade dos autores.
  • Palavras-Chave: no mínimo 3 e no máximo 5 palavras, que representem o assunto abordado no manuscrito. Serão utilizados na indexação do texto e devem constar na base da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS http://pesquisa.bvsalud.org/portal/decs-locator/?lang=pt), separados entre si por ponto-e-ví­rgula;
  • Introdução: Deve apresentar claramente o propósito do estudo, o contexto e a justificativa, apoiados em referências pertinentes ao objetivo do manuscrito, explicitado no final da introdução. Não deve mencionar resultados ou conclusões do estudo;
  • Metodologia: descrição resumida dos métodos, técnicas e materiais (quando for o caso) empregados na pesquisa. Técnicas padronizadas não precisam ser descritas em detalhes. Os critérios éticos da pesquisa devem ser respeitados. Os autores devem explicitar que a pesquisa foi conduzida dentro dos padrões éticos e aprovada por comitê de ética, quando envolver seres humanos;
  • Resultados: descrição dos dados obtidos na investigação, apresentados em uma sequência lógica, necessários para sustentar as conclusões da pesquisa. A seção pode ser dividida em subseções, cada uma com um subtí­tulo. Não repetir no texto todos os dados contidos em tabelas e ilustrações.
  • Discussão: deve limitar-se à importância das novas informações, relacionando-as ao conhecimento já existente. Somente citações indispensáveis devem ser incluídas.
  • Conclusões/Considerações: devem ser apresentadas de forma clara e concisa.
  • Referências: Devem ser apresentadas somente as citações que constam no texto, sendo referenciadas e organizadas conforme a norma Vancouver (http://www.bu.ufsc.br/ccsm/vancouver.html, em português, ou http://www.icmje.org, em inglês). Resultados não publicados não devem ser incluídos na lista de referências.
  • NÃO USAR rodapé/notas/espaçamento entre parágrafos.
  • Citação de Referência: numerar as referências de forma consecutiva de acordo com a ordem em que forem mencionadas pela primeira vez no texto. Identificar as referências no texto por números arábicos sobrescritos e antes da pontuação necessária, sem a identificação do autor e ano, e sem uso de parênteses. Quando se tratar de citação sequencial, separe os números por traço (ex: 1-3); quando intercalados, use ví­rgula (ex: 1,3,5). Quando a citação for direta, deve acrescer o número da página (ex.: 4:54);
  • Referências: Devem ser apresentadas somente as citações que constam no texto, sendo referenciadas e organizadas conforme a norma Vancouver. Para mais esclarecimentos, consultar http://www.bu.ufsc.br/ccsm/vancouver.html (em português) ou http://www.icmje.org (em inglês). Sempre que possí­vel incluir o DOI do documentado citado. Resultados não publicados não devem ser incluídos na lista de referências.

Alguns exemplos de referências:

I - Artigos em periódicos

  1. a) Artigo padrão (inclua até seis autores, seguidos de et al. se esse número for excedido). Por exemplo:

Soares WL, Porto MFS. Uso de agrotóxicos e impactos econômicos sobre a saúde. Rev. Saúde Pública. 2012;46(2):209-217.

Vasconcelos Filho JO, Almeida NMGS, Saintrain MVL, Araújo PPPR, Uchoa SH. A saúde bucal na percepção dos idosos de uma Instituição de longa permanência. RBCEH. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano;2010;7.

Campos RTO, Campos GWS, Ferrer AL, Corrêa CRS, Madureira PR, Gama CAP et al. Avaliação de estratégias inovadoras na organização da atenção primária à saúde. Rev. Saúde Pública. 2012:46(1):43-50.

  1. b) Instituição como autor:

Ministério da Saúde. Departamento de Ciência e Tecnologia, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Doenças negligenciadas: estratégias do ministério da saúde. Rev. Saúde Pública. 2010;44(1):200-202.

Conselho Nacional de Saúde. Relatório, final da 1. conferência mundial sobre o desenvolvimento de sistemas universais de seguridade social. Brasí­lia, DF; 2012.

  1. c) Sem indicação de autoria: (Entra-se pelo tí­tulo)

Fortalecendo a pesquisa clínica no Brasil: a importância de registrar os ensaios clí­nicos. Rev. Saúde Pública, 2011;45:436-439.

  1. d) Número com suplemento:

Roncalli AG, Cortes MIS, Peres KG. Perfis epidemiológicos de saúde bucal no Brasil e os modelos de vigilância. Cad. Saúde Pública. 2012;28(Supl1):58-68.

  1. e) Indicação do tipo de texto, se necessário:

Fischer FM. Relevância dos fatores psicossociais do trabalho na saúde do trabalhador. [Editorial]. Rev. Saúde Pública. 2012;46(3): 401-406.

II - Livros e outras monografias

  1. a) Indiví­duo como autor:

Tortora GJ, Derrickson B. Corpo humano: fundamentos de anatomia e fisiologia. 8. ed. Porto Alegre: Artmed; 2012.

  1. b) Organizador ou compilador como autor:

Rigotto R. organizadora. Agrotóxicos, trabalho e saúde: vulnerabilidade e resistência no contexto da modernização agrí­cola no Baixo Jaguaribe/CE. Fortaleza: Edições UFC;2011.

  1. c) Instituição como autor:

Conselho Nacional de Saúde. Relatório. Final da 1. Conferência Mundial sobre o Desenvolvimento de Sistemas Universais de Seguridade Social. Brasí­lia, DF; 2012.

  1. d) capí­tulo de livro:

Marinho AMP, Carneiro FF, Almeida VE. Dimensão socioambiental em área de agronegócio: a complexa teia de riscos, incertezas e vulnerabilidades. In: Rigotto R. organizadora. Agrotóxicos, trabalho e saúde: vulnerabilidade e resistência no contexto da modernização agrí­cola no Baixo Jaguaribe/CE. Fortaleza: Edições UFC, 2011:166-214.

  1. e) Resumo em Anais de congressos:

Vasconcelos Filho, JO, Cavalcante, MAS. Saúde bucal do idoso: a humanização como diferencial no cuidar.In: Anais da III Expoesp. Fortaleza: Escola de Saúde Pública do Ceará; 2008.

  1. f) Trabalhos completos publicados em eventos cientí­ficos:

Lima MSD, Marinho AMCP. A Promoção da saúde para utilização de boas práticas sanitárias em Pindoretama-CE. In: II EXPOESP, 2006, Fortaleza. II EXPOESP - A Escola de Saúde Pública do Ceará na construção do conhecimento e do controle social - Programa e Anais. p. 93-93.

  1. g) Dissertação e tese:

Nobre LLL. A etnomedicina dos Í­ndios pitaguary: do enfoque da biomedicina à subjetividade cultural para promover o bem viver. [Dissertação de Mestrado] Fortaleza: Universidade de Fortaleza; 2002.

Nobre LLL. Análise dos julgamentos do tribunal de contas dos municí­pios do Estado do Ceará: um olhar sobre a prestação de contas dos sistemas municipais de saúde. [Tese de Doutorado] São Paulo: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo; 2010.

III - Outros tipos de trabalho publicado

  1. a) Artigo de jornal:

Gengivites causam preocupação. Diário do Nordeste. Fortaleza, 14 set. 2012:4

Lima AO. Com formação de grupos pequenos são saída para a fruticultura exportar mais. Diário do Nordeste, Fortaleza, 14 set. 2012; Negócios:6

  1. b) Material audiovisual:

Doença de Chagas: virando o jogo: documentário [DVD]. Rio de Janeiro: Fiocruz;2011.

  1. c) Documentos legais:

Brasil. Lei n. 8.080 de 19 de Setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União 1990; 19 set.

IV - Material no prelo

Sampaio MIC, Peixoto ML. periódicos brasileiros de psicologia indexados nas bases de dados Lilacs e Psyinfo. Bol. Psicol. No prelo.

V - Material eletrônico

  1. a) Artigo em formato eletrônico:

Santos MAB, Moraes RM., Passos SRL. Indicadores de desempenho e decisão sobre terceirização em rede pública de laboratórios. Rev. Saúde Pública [online]. 2012, vol.46, n.3 [citado 2012-09-14], pp. 456-465 . disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102012000300007&lng=pt&nrm=iso>. Epub 17-Abr-2012. ISSN 0034-8910. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102012005000028.

  1. b) Monografia em formato eletrônico:

Carvalho TMT. Perfil epidemiológico dos pacientes admitidos nas salas de observação e estabilização do hospital geral de Fortaleza (HGF). [CD-ROM] Fortaleza: Escola de Saúde Pública do Ceará; 2012.

  1. c) Programa de computador:

Hemodynamics III: the ups and downs of hemodynamics [computer program]. Version 2.2. Orlando (FL): Computerized Educational Systems; 1993.

  • Abreviaturas e sí­mbolos: Não deve conter abreviações no tí­tulo e no resumo. Os termos por extenso aos quais as abreviações correspondem devem preceder sua primeira utilização no texto, a menos que sejam unidades de medidas padronizadas;
  • Aspectos Éticos: nas pesquisas que envolvem seres humanos, os autores deverão deixar claro que as mesmas atenderam à Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde (CNS). O documento de aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) deve ser encaminhado sob a forma de documento digitalizado via Transferência de Manuscrito (Etapa 2 da submissão do artigo);
  • Agradecimentos: deve ser breve e citar pessoas, bolsas, projetos e apoio recebido de organismos de fomento. Os nomes de organizações de financiamento devem ser escritos integralmente. Esta seção é opcional.

Antes do processo de submissão, recomenda-se a revisão cuidadosos do manuscrito a ser publicado para verificar se a proposta satisfaz todos os critérios e as normas de aceitação da CadernosESP.

Edição Especial COVID-19

Manuscrito de no máximo 15 páginas, que contenha estudo original que agregue, novas informações sobre os conteúdos abordados pela revista, tais quais, ensaios clínicos randomizados, estudos caso-controle, coorte, prevalência, incidência, estudos de previsão, estudos de caso, transversais, ecológicos, experimentais ou quase-experimentais, avaliação de programas e Polí­ticas públicas, análise de custo-efetividade, análise de decisão, estudos de avaliação de desempenho de testes diagnósticos para triagem populacional, e os mais variados estudos qualitativos. Que contenha em seu corpo: Resumo, Introdução, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão/Considerações Finais e Referências (No máximo 50), com no máximo 7 autores.

OU

Manuscrito de no máximo 20 páginas, que utilize métodos sistemáticos e critérios explícitos de identificação, produzido uma reflexão crí­tica de relevância para a pesquisa. Aqui se enquadram, revisão sistemática (com e sem meta-analises), revisão integrativa e revisão de escopo. Os protocolos de revisão devem ser registrados no Prospero (https://www.crd.york.ac.uk/prospero/), ou disponibilizados em algum site de livre acesso, além de serem obrigatórios os protocolos guias para cada tipo de revisão (https://www.equator-network.org/).  Que contenha em seu corpo: Resumo, Introdução, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão/Considerações Finais e Referências (No máximo 50), com no máximo 6 autores.

Artigos Originais

Manuscrito de no máximo 15 páginas, que contenha estudo original que agregue, novas informações sobre os conteúdos abordados pela revista, tais quais, ensaios clínicos randomizados, estudos caso-controle, coorte, prevalência, incidência, estudos de previsão, estudos de caso, transversais, ecológicos, experimentais ou quase-experimentais, avaliação de programas e Polí­ticas públicas, análise de custo-efetividade, análise de decisão, estudos de avaliação de desempenho de testes diagnósticos para triagem populacional, e os mais variados estudos qualitativos. Que contenha em seu corpo: Resumo, Introdução, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão/Considerações Finais e Referências (No máximo 50), com no máximo 7 autores.

Artigos de Revisão

Manuscrito de no máximo 20 páginas, que utilize métodos sistemáticos e critérios explícitos de identificação, produzido uma reflexão crí­tica de relevância para a pesquisa. Aqui se enquadram, revisão sistemática (com e sem meta-analises), revisão integrativa e revisão de escopo. Os protocolos de revisão devem ser registrados no Prospero (https://www.crd.york.ac.uk/prospero/), ou disponibilizados em algum site de livre acesso, além de serem obrigatórios os protocolos guias para cada tipo de revisão (https://www.equator-network.org/).  Que contenha em seu corpo: Resumo, Introdução, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão/Considerações Finais e Referências (No máximo 50), com no máximo 6 autores.

Artigo Reflexivo

Manuscrito de no máximo 20 páginas, que utilize métodos sistemáticos e critérios explícitos de identificação, produzido uma reflexão crí­tica de relevância para a pesquisa. Aqui se enquadram, revisão sistemática (com e sem meta-analises), revisão integrativa e revisão de escopo. Os protocolos de revisão devem ser registrados no Prospero (https://www.crd.york.ac.uk/prospero/), ou disponibilizados em algum site de livre acesso, além de serem obrigatórios os protocolos guias para cada tipo de revisão (https://www.equator-network.org/).  Que contenha em seu corpo: Resumo, Introdução, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão/Considerações Finais e Referências (No máximo 50), com no máximo 6 autores.

Relatos de Experiência

Manuscrito de no máximo 10 páginas. Descrição de alguma situação prática na saúde pública ou áreas afins, traçando as estratégias de intervenção e seus resultados, de interesse para a qualificação profissional. Que contenha em seu corpo: Resumo, Introdução, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão/Considerações Finais e Referências (No máximo 10), com no máximo 5 autores.

Comunicações Breves

Manuscrito de 3 páginas, contendo corpo de texto e referências (No máximo 10), feito por 1 (um) autor

Cartas ao Editor

Máximo de 1 página.

Política de Privacidade

Direitos Autorais

  1. Autores e autoras conservam os direitos de autor e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença CC BY-NC Creative Commons (Atribuição-Não Uso Não-Comercial) que permite a partilha do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  2. Junto ao envio do Manuscrito os Autores devem enviar a Declaração de Responsabilidade e de Direitos Autorais assinada por todos os autores, bem como, sua contribuição individual na confecção do mesmo e deverá ser enviada no formato pdf.
  3. Autores e autoras têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: depositar em repositório institucional ou como capí­tulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.
  4. Autores e autoras têm permissão e são estimulado/as a publicar e distribuir o seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto depois do processo editorial.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.