RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL: CONTRIBUIÇÕES DURANTE A PANDEMIA

MULTIPROFESSIONAL RESIDENCE: CONTRIBUTIONS DURING THE PANDEMIC

  • Jéssica Karen de Oliveira Maia Enfermeira. Residente em Infectologia no Hospital São José de doenças infecciosas, pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE).
  • Ellys Rhaiara Nunes Rebouças Fisioterapeuta. Residente em Infectologia no Hospital São José de doenças infecciosas, pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE).
  • Antonia Mayara Torres Costa Enfermeira. Residente em Infectologia no Hospital São José de doenças infecciosas, pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE).
  • Antônio José Lima Araújo Júnior Enfermeiro. Residente em Infectologia no Hospital São José de doenças infecciosas, pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE).
  • Talita de Lemos Araújo Assistente Social. Hospital São José de Doenças Infecciosas e da Associação de Voluntários do Hospital São José. Preceptora de Referência em Serviço Social da Residência Multiprofissional em Infectologia - ESP/CE.
Palavras-chave: Residência Hospitalar, Equipe de Assistência ao Paciente, Pandemia, Infecções por Coronavírus, COVID-19

Resumo

A Residência Multiprofissional define-se como uma categoria de pós-graduação lato sensu com intuito de formação coletiva em serviço, mediante assistência e supervisão, com vistas a qualificar profissionais comprometidos com os princípios e as diretrizes de integralidade do cuidado no âmbito do SUS. Objetivou-se relatar as principais ações e estratégias idealizadas pelos profissionais residentes e preceptores frente ao COVID-19. Trata-se de um relato de experiência, de caráter retrospectivo e descritivo acerca de ações promovidas pela Residência Multiprofissional em Saúde - ênfase em Infectologia da Escola de Saúde Pública do Ceará -, atuante em um hospital de referência em doenças Infecciosas, frente à pandemia de COVID-19 na cidade de Fortaleza-Ceará, no período de março a maio de 2020. As ações ofertadas neste período foram: projeto de acolhimento multiprofissional- COVID 19, alta celebrada, campanha de vacinação da influenza e capacitação sobre uso seguro de equipamentos de proteção individual para profissionais da saúde. Conclui-se que a residência multiprofissional se apresenta como fundamental para combate e controle da pandemia, pois além de assumir sua atuação profissional de caráter uni e multiprofissional no contexto hospitalar, propõe e fortalece ações intra e extra-hospitalares com a finalidade de suprir as necessidades dos usuários na presente epidemia.

PALAVRAS-CHAVE: Residência Hospitalar; Equipe de Assistência ao Paciente; Pandemia; Infecções por Coronavírus.

 

ABSTRACT

A Multiprofessional Residency Program is defined as a post-Baccalaureate program lato sensu aimed to a collective formation within service, through assistance and supervision, in order to provide qualification to committed professionals with principles and directives of SUS. Aimed to relate the main actions and strategies executed by residents and clinical instructors to fight COVID-19. It’s a experience report, retrospective and descriptive about actions promoted by Multiprofessional Health Residency- focus in Infectology from Escola de Saúde Pública do Ceará, acting in a major hospital specific for infectious diseases, facing COVID-19 pandemic in Fortaleza-Ceará, from March through May 2020. Activities were: multiprofessional welcoming project - COVID 19 celebrated hospital discharge, Influenza vaccination campaign, education for health professionals about personal protection equipment. In conclusion, multiprofessional residency is shown as a main piece to fight and control the pandemic, because despite being responsible for uni and multiprofessional care within hospital setting, proposes and strengthens intra and extra-hospital actions in order to meet the needs of users in the current epidemic.

KEYWORDS: Hospital Residency; Patient Care Team; Pandemics; Coronavirus Infections.

 

RESUMEN

La residencia multiprofesional se define como una categoría de posgrado lato sensu con el propósito de capacitación colectiva en servicio, a través de asistencia y supervisión, con miras a profesionales calificados comprometidos con los principios y pautas de atención integral dentro del alcance del SUS . El objetivo fue informar las principales acciones y estrategias diseñadas por profesionales residentes y tutores frente a COVID-19. Este es un informe de experiencia, de carácter retrospectivo y descriptivo sobre acciones promovidas por la Residencia Multiprofesional en Salud - énfasis en Enfermedades Infecciosas de la Escuela de Salud Pública de Ceará que opera en un hospital de referencia en enfermedades infecciosas, ante la pandemia de COVID- 19 en la ciudad de Fortaleza-Ceará, de marzo a mayo de 2020. Las acciones ofrecidas durante este período fueron: proyecto de recepción multiprofesional - COVID 19, alta celebrada, campaña de vacunación contra la influenza y capacitación sobre el uso seguro de equipos de protección personal para profesionales de la salud. Se concluye que la residencia multiprofesional se presenta como fundamental para combatir y controlar la pandemia, ya que además de asumir su desempeño profesional uni y multiprofesional en el contexto hospitalario, propone y fortalece acciones intra y extrahospitalarias con el fin de satisfacer las necesidades de los usuarios en la epidemia actual.

PALABRAS CLAVE: Residencia Hospitalaria; Equipo de asistencia al paciente; Pandemia; Infecciones por coronavirus.

Biografia do Autor

Ellys Rhaiara Nunes Rebouças, Fisioterapeuta. Residente em Infectologia no Hospital São José de doenças infecciosas, pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE).

Fisioterapeuta. Residente Multiprofissional em Saúde - Ênfase em Infectologia.

Antonia Mayara Torres Costa, Enfermeira. Residente em Infectologia no Hospital São José de doenças infecciosas, pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE).

Enfermeira. Residente Multiprofissional em Saúde - Ênfase em Infectologia.

Referências

Costa ML, Silva RF, Lima VV, Ogata MN. Residência multiprofissional em saúde e o mundo do trabalho do fisioterapeuta. Tempus (Brasília) [serial on the internet]. 2016;10(4):101-10. Disponível em: .

Martins GDM, Caregnato RCA, Barroso VLM, Ribas DCP. Implementação de residência multiprofissional em saúde de uma universidade federal: trajetória histórica. Rev Gaúch Enferm [serial on the internet]. 2016;37(3):1-8. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v37n3/0102-6933- rgenf-1983-144720160357046.pdf >.

Casanova IA, Batista NA, Ruiz-Moreno L. Formação para o trabalho em equipe na residência multiprofissional em saúde. ABCS Health Sci [serial on the internet]. 2015;40(3):229- 33. Disponível em: <https://www.portalnepas.org. br/abcshs/article/viewFile/800/695>.

Soares RSA, Penna MA, Pinno C, Durgante VL, Saul AMR, Farão EMD, et al. Vivências de residentes enfermeiros no programa de residência multiprofissional em saúde. Saúde (Santa Maria) [serial on the internet]. 2017;43(1):13-21. Disponível em: <https://periodicos. ufsm.br/revistasaude/article/view/14826/pdf >.

Castro SS, Cipriano Junior G, Martinho A. Fisioterapia no Programa de Saúde da Família: uma revisão e discussões sobre a inclusão. Fisioter Mov [serial on the internet]. 2006;19(4):55-62. Disponível em: .

Tan W, Zhao X, Ma X, Wang W, Niu P, Xu W, et al. A novel coronavirus genome identified in a cluster of pneumonia cases—Wuhan, China 2019−2020. China CDC Weekly. 2020;2(4):61–2.

Chen N, Zhou M, Dong X, Qu J, Gong F, Han Y, et al. Epidemiological and clinical characteristics of 99 cases of 2019 novel coronavirus pneumonia in Wuhan, China: a descriptive study. The Lancet. 2020;395(10223):507–13.

Huang C et al. Clinical features of patients infected with 2019 novel coronavirus in Wuhan, China. The Lancet. 2020;395(10223):497-506.

WHO.c Situação de surto de doença de coronavírus (COVID-19). Disponível em: <https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019>. Acesso em: 03 de maio 2020.

Zhang G, Hu C, Luo L, Fang F, Chen Y, Li J, et al. Clinical features and short-term outcomes of 221 patients with COVID-19 in Wuhan, China. J Clin Virol [Internet]. 2020; 127. doi:10.1016/j.jcv.2020.104364.

Zhu N, Zhang D, Wang W, Li X, Yang B, Song J, et al. A novel coronavirus from patients with pneumonia in China, 2019. N Engl J Med [Internet]. 2020; 382:727-33. Acesso em: 28 de maio de 2020. Disponível em: <http://doi.org/10.1056/NEJMoa2001017>.

De Melo Cabral ER, et al. Contribuições e desafios da Atenção Primária à Saúde frente à pandemia de COVID-19. InterAmerican Journal of Medicine and Health. 2020;3:1-12.

Ceccim RB, Feuerwerker LCM. O Quadrilátero da Formação para a Área da Saúde: Ensino, Gestão, Atenção e Controle Social. Rev Saúde Coletiva. 2004;14(1):41-65.

Filho, H M W. Residência Multiprofissional em Saúde: percepção dos residentes acerca das ações desenvolvidas na atenção básica como fortalecedoras do SUS. Trabalho de Conclusão de Residência. Disponível em: <https://monografias.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/10418/6/ResidenciaMultiprofissional_WanderleyFilho_2019.pdf >. Acesso em: 28 de maio de 2020.

Publicado
2020-07-22