PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E CLÍNICO DE PACIENTES ONCOLÓGICOS EM CUIDADOS PALIATIVOS DE UM HOSPITAL PÚBLICO DO CEARÁ, BRASIL
PDF

Palavras-chave

Perfil de saúde
Neoplasias
Cuidados paliativos

Como Citar

1.
Vieira Farias M, Maria da Silva Bezerra A. PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E CLÍNICO DE PACIENTES ONCOLÓGICOS EM CUIDADOS PALIATIVOS DE UM HOSPITAL PÚBLICO DO CEARÁ, BRASIL. Cadernos ESP [Internet]. 27º de julho de 2021 [citado 6º de dezembro de 2021];15(1):31-6. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/528

Resumo

Objetivo: Descrever o Perfil Sociodemográfico e Clínico de Pacientes Oncológicos em Cuidados Paliativos de um Hospital Público do Ceará, Brasil. Método: quantitativo, descritivo e retrospectivo, no Hospital Geral de Fortaleza, de 20/julho a 7 de agosto/2020, utilizando fichas de avaliação da equipe de cuidados paliativos, dados de fevereiro a julho/2018. Resultados: Avaliados perfil de 62 pacientes. Masculino(61,3%). Procedentes de  Fortaleza(59,7%). Neoplasias frequentes: neurológicas e gastrointestinais(ambas 22,5%). Medicamentos utilizados para dor: Dipirona(50%), Morfina(59,7%). Referiram dor(93,5%). Dispnéia(17,7%) e edema(50%). A pontuação frequente da Palliative Performance Scale, resultou em 30(32,3%). Óbitos(58,1%). Conclusão: O estudo revelou vários tipos de sintomas de sofrimentos e na admissão ao HGF, a funcionalidade dos pacientes era bastante reduzida, trazendo maior desfecho de óbitos. Esses dados podem auxiliar os gestores públicos a promoverem ações de  tratamento precoce, na tentativa de proporcionar uma maior sobrevida com qualidade aos pacientes portadores de câncer avançado.

PDF

Referências

1. Souza RS, Simão DA Lima ED. Perfil sociodemográfico e clínico de pacientes atendidos em um serviço ambulatorial de quimioterapia paliativa em Belo Horizonte. Reme – Revista Mineira de Enfermagem. 2012; 1(16): 38-47.
2. de Brito DT, Macedo FL, Andrade AG, Formiga FL, Costa ML. Perfil sociodemográfico, clínico e terapêutico de pacientes com feridas neoplásicas. Revista Enfermagem Atual In Derme. 2017 dez; 88-97.
3. Figueiredo JF, Souza VM, Coelho HV & Souza RS. Qualidade de vida de pacientes oncológicos em cuidados paliativos. Revista de Enfermagem do Centro-oeste Mineiro. 2018 jul 30; v.8: 1-10.
4. Bastos BR, Pereira AK, Castro CC, Carvalho MC. Perfil sociodemográfico dos pacientes em cuidados paliativos em um hospital de referência em oncologia do estado do Pará, Brasil. Revista Pan-Amazônica de Saúde. 2018; 9(2): 31-36.
5. Tavares RC, Parsons, HA. Oliveira RA. Manual de Cuidados Paliativos / Academia Nacional de Cuidados Paliativos - ANCP. 2ª. Ed. Rio de Janeiro: Diagraphic, 2012.
6. World Health Organization (WHO). "World Health Organization (WHO) definition of palliative care, 2014."Available from: http://www.who.int/cancer/ palliative/definition/en.
7. Peixoto I C, Peregrino AA, Oliveira OVS, & Ramos RS. Análise do perfil dos pacientes oncológicos sem possibilidades terapêuticas de cura atuais: verificação da demanda por cuidados paliativos em hospital universitário. Rev HUPE, Rio de Janeiro, 2011 mar; 10(1): 53-63.
8. Hermes HR, Lamarca IC. Cuidados Paliativos: uma abordagem a partir das categorias profissionais de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 2013 jun; 9(18): 2577-2588.
9. Rocha, LS, Cunha, A. O papel do fisioterapeuta nos cuidados paliativos em pacientes oncológicos. Jornal de Ciências Biomédicas e Saúde. Uberaba, 2016 out; 2(2): 78-85.
10. Brasil. Ministério da Saúde (BR). "Portaria nº 458, de 24 de Fevereiro de 2017. Mantém as habilitações de estabelecimentos de saúde na Alta Complexidade. Diário Oficial da União. 2017.
11. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. – Rio de Janeiro: INCA, 2019.
12. Pereira NC, Fortes, RC. Autoimagem corporal de pacientes com câncer gastrointestinal. Comunicação em Ciências da Saúde. Brasília, 2015 maio; 2(26): 29-44.
13. Santos NG, Mendes DR, Coimbra, MV. Potenciais Interações Medicamentosas no Protocolo de Tratamento Paliativo Oncológico para Dor. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, Valparaíso de Goiás, 2014 mar; 2(2): 57- 66.
14. Ferreira GD, Mendonça GN. Cuidados Paliativos: Guia de Bolso. ANCP (Academia Nacional de Cuidados Paliativos). São Paulo. 2017 dez; pp.5-62.