PERDA DENTÁRIA EM ADOLESCENTES DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA

Conteúdo do artigo principal

Ana Carla Rodrigues de Castro
Taynara Vieira Carneiro
Vanara Florêncio Passos
Regina Glaucia Lucena Aguiar Ferreira

Resumo

A progressão da cárie em crianças e adolescentes pode levar à perda dentária, podendo ocasionar danos estéticos, funcionais, psicológicos e sociais. O objetivo deste estudo foi descrever a prevalência da perda dentária em adolescentes do município de Fortaleza, Ceará. Trata-se de uma pesquisa descritiva, observacional, transversal, de natureza quantitativa, tendo como população de estudo alunos 59 adolescentes de uma escola de Fortaleza (CE). Os dados foram coletados mediante exames bucais e questionário, tabulados no Microsoft Excel 2010 e analisados estatisticamente por meio do software SPSS 22.0. Foram empregados os testes “Qui-quadrado de Pearson” e “Exato de Fisher”, com o nível de significância de 5%. A prevalência de perda dentária foi de 28,8%, sem diferença significativa entre os sexos e frequência de escovação. Os segundos molares superiores (dentes 17 e 27) foram os mais afetados (16,67% e 13,3%, respectivamente). Houve associação entre perda dentária e visita ao cirurgião-dentista. A prevalência da perda dentária mostrou-se elevada, comparando-se ao último levantamento epidemiológico nacional, não sendo influenciada pelo sexo nem pela frequência de escovação, estando, entretanto associada à visita ao cirurgião-dentista.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Rodrigues de Castro AC, Vieira Carneiro T, Florêncio Passos V, Lucena Aguiar Ferreira RG. PERDA DENTÁRIA EM ADOLESCENTES DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA . Cadernos ESP [Internet]. 3º de março de 2022 [citado 28º de maio de 2022];16(1):35-41. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/554
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Ana Carla Rodrigues de Castro, Universidade Federal do Ceará

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Ceará

Taynara Vieira Carneiro, Universidade Federal do Ceará

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Ceará

Vanara Florêncio Passos, Universidade Federal do Ceará

Professora Adjunto do Departamento de Odontologia Restauradora da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará.

Regina Glaucia Lucena Aguiar Ferreira, UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

Professora Associado do Departamento de Odontologia Restauradora da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará

Referências

1. Oliveira DC, Pereira PN, Ferreira FM, Paiva SM, Fraiz FC. Impacto relatado das alterações bucais na qualidade de vida de adolescentes: revisão sistemática. Pesqui Bras Odontopediatria Clin Integr. 2013;13(1):123-9. https://doi.org/ 10.4034/PBOCI.2013.131.18.
2. Peres, KG, Cascaes AM, Leão, ATT, Côrtes MIS, Vettore MV. Aspectos sociodemográficos e clínicos da qualidade de vida relacionada à saúde bucal em adolescentes. Rev saúde pública. 2013; 47(Supl 3):19-28. https://10.1590/S0034-8910.2013047004361.
3. Vingilis ER, Wade TJ, Seeley JS. Predictors of Adolescent Self-rated Health Analysis of the National Population Health Survey. Can J Public Health. 2002; 93(2):193-7. https://doi:10.1007/BF03404999.
4. Garcia AFG, Sobrinho, JEL, Araujo JC, Menezes VA, Costa EMMB. Influência do fator socioeconômico no comportamento dos adolescentes em relação à saúde bucal. Revista Odonto. 2008; 31:53-61. http://dx.doi.org/10.15603/2176-1000.
5. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.
6. Frias AC, Antunes JLF, Junqueira SR, Narvai PC. Determinantes individuais e contextuais da prevalência de cárie dentária não tratada no Brasil. Rev Panam Salud Publica. 2007; 22(4): 279-285.
7. Narvai PC, Frazão P, Roncalli AG, Antunes JLF. Cárie dentária no Brasil: declínio, polarização, iniqüidade e exclusão social. Rev Panam Salud Publica. 2006; 19(6): 385-393.
8. World Health Organization. The World Oral Health Report 2003. Continuous Improvement of Oral Health in the 21st Century – the Approach of the WHO Global Oral Health Programme. Genebra: Organização Mundial de Saúde; 2003.
9. Silveira MF, Freire RS, Nepomuceno MO, Martins MEBL, Marcopito LF. Cárie dentária e fatores associados entre adolescentes no norte do estado de Minas Gerais, Brasil: uma análise hierarquizada. Ciênc Saúde Coletiva. 2015; 20(11):3351-64. https://doi.org/10.1590/1413-812320152011.12262014.
10. Costa, SM, Abreu MHNG, Vasconcelos M, Lima RCGS, Verdi M, Ferreira EF. Inequalities in the distribution of dental caries in Brazil: a bioethical approach. Cienc Saude Colet. 2013; 18: 461-70.
11. Barbato PR, Peres MA. Tooth loss and associated factors in adolescents: a Brazilian population based oral health survey. Rev Saúde Pública. 2009; 43(1):13-25. https://doi.org/10.1590/S0034-89102009000100003.
12. Xavier CO, Costa MTP, Fraga ACA, Burgoa MIR, Almeida LC, Vasconcelos MP, Costa, TES. Análise do flúor no sistema de abastecimento do Ceará. Cadernos ESP. 2019;13(2):12-23.
13. Melo FGC, Cavalcanti AL, Fontes LBC, Granville-Garcia AF, Cavalcanti SDALB. Perda precoce de molares permanentes e fatores associados em escolares de 9, 12 e 15 anos da rede pública municipal de Campina Grande, Estado da Paraíba, Brasil. Acta Scientiarum Health Sciences. 2011;33(1):99-105. https://doi.org/ 10.4025.
14. Ministério da Saúde, Centro de Documentação. Levantamento epidemiológico em saúde bucal: Brasil, zona urbana, 1986. Brasília: Ministério da Saúde, 1988.
15. Barbato PR, Nagano HCM, Zanchet FN, Boing AF, Peres MA. Perdas dentárias e fatores sociais, demográficos e de serviços associados em adultos brasileiros: uma análise dos dados do Estudo Epidemiológico Nacional (Projeto SB Brasil 2002-2003). Cad Saude Publica. 2007;23(8):1803-14. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2007000800007.
16. Pattussi MP, Peres KG, Boing AF, Peres MA, Da Costa JSD. Self‐rated oral health and associated factors in Brazilian elders. Community Dent Oral Epidemiol. 2010; 38: 348-59. https:doi.org/10.1111/j.1600-0528.2010.00542
17. Lopez R, Baelum V. Gender. differences in tooth loss among Chilean adolescents: Socio-economic and behavioral correlates. Acta Odontol Scand. 2006; 64(3):169-76.
18. Normando D, Cavacami C. The influence of bilateral lower first permanent molar loss on dentofacial morphology—a cephalometric study. Dent Press J Orthod. 2010; 15(6):100–6. https://doi.org/10.1590/S2176-94512010000600013.
19. Colussi PRG. Perdas dentárias, fatores associados e seu impacto sobre a qualidade de vida em adolescentes de Passo Fundo/RS [Tese] Passo Fundo: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2013.
20. Freire MCM. Dieta, Saúde Bucal e Saúde Geral. In: Buischi YP. Promoção de Saúde Bucal na Clínica Odontológica. São Paulo: Artes Médicas/EAP-APCD; 2000. p. 275.
21. Ely HC, Abegg C, Celeste RK, Pattussi MP. Impacto das equipes de saúde bucal da Estratégia da Saúde da Família na saúde bucal de adolescentes do sul do Brasil. Ciênc Saúde Coletiva. 2016; 21(5):1607-16. https://doi.org/10.1590/1413-81232015215.07822015.
22. Bulgareli JV, Faria ET, Cortellazzi KL, Guerra LM, Meneghim MC, Ambrosano GMB, Frias AC, Pereira AC. Fatores que influenciam o impacto da saúde bucal nas atividades diárias de adolescentes, adultos e idosos. Rev. Saúde Pública. 2018; 52:44:1-9. https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2018052000042.
23. Tôrres LHN, Zanatta aj, apizolato RA, Grillo CM, Frias AC, Sousa MLR. Reasons related to tooth loss among adolescents in São Paulo, Brazil. Braz J Oral Sci. 2014; 13(1): 37-42. https://doi.org/10.1590/1677-3225
24. Barros AJD, Bertoldi AD. Desigualdades na utilização e no acesso a serviços odontológicos: uma avaliação em nível nacional. Ciênc Saúde Coletiva. 2002; 7(4): 709-17. https://doi.org/10.1590/S1413-81232002000400008.
25. Baldani MH, AC, Brito WH, Lawder, Mendes YBESilva FFM, Antunes JLF. Determinantes individuais da utilização recente de serviços odontológicos por adolescentes e adultos jovens de baixa renda. Rev bras epidemiol. 2010. 13(1): 160-62. https://doi.org/10.1590/S1415-790X2010000100014
26. Spezzia S. Perdas dentárias na adolescência. Revista Odontológica de Araçatuba. 2016; 37(3):9-1