PERCEPÇÃO DE ENFERMEIROS FRENTE AO HIV/AIDS

UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54620/cadesp.v17i1.841

Palavras-chave:

Estresse, HIV/AIDS, Cuidados de Enfermagem

Resumo

Caracterizar a produção cientifica acerca da percepção dos profissionais de enfermagem frente a assistência ao portador de HIV/AIDS. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura sobre a percepção dos profissionais de enfermagem frente a assistência ao portador de HIV/AIDS. Em relação aos anos de 2013 e 2016 houve um maior quantitativo de publicações referente a temática, com 37,5% cada. Já nos anos de 2011 e 2017 obteve-se uma menor de publicações, com um valor de 12,5% cada, e através da pesquisa realizada na BVS, percebeu-se que a Revista Brasileira de enfermagem teve um maior número de publicações, com 37,5%. Pôde-se observar o conhecimento acerca das problemáticas de enfermagem que dificultam a sua assistência, e a importância de um olhar mais centrado e humano no cuidado voltado aos pacientes soropositivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur Custódio Pereira, Centro universitário Maurício de Nassau. João Pessoa, PB – Brasil.

Enfermeiro pelo Centro Universitário Maurício de Nassau

Weslley Barbosa Sales, Centro universitário Maurício de Nassau. João Pessoa, PB – Brasil.

Fisioterapeuta pelo Centro Universitário Maurício de Nassau e pós-graduando em fisioterapia gerontológica pela faculdade Serra Geral.

Allanna Stephany Cordeiro de Oliveira , Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, PB – Brasil.

Mestranda em Saúde Coletiva pela Universidade Federal da Paraíba

Luís Eduardo Alves Pereira , Centro universitário Maurício de Nassau. João Pessoa, PB – Brasil.

Enfermeiro pelo Centro Universitário Maurício de Nassau

Janine Greyce Martins França , Centro universitário Maurício de Nassau. João Pessoa, PB – Brasil.

Enfermeira pelo Centro Universitário Maurício de Nassau

Referências

Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde. Bol Epidemiol DST/AIDS, [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2017. Disponível em: https://www.saude.gov.br/images/pdf/2017/janeiro/05/2016_034-AIDS_publicacao.pdf.

Souza BB, Vasconcelos CC, Tenório D de M, Alves Lucena MG, Holanda RLT de. A Política de AIDS no Brasil: uma abordagem histórica. J Manag Prim Health Care [Internet]. 2017;1(1):23-6. https://doi.org/10.14295/jmphc.v1i1.90.

Coutinho MFC, Dwyer GO, Frossard V. Tratamento antirretroviral: adesão e a influência da depressão em usuários com HIV/Aids atendidos na atenção primária. Saúde Debate. 2018;42(116):148-161. https://doi.org/10.1590/0103-1104201811612

Ministério da Saúde (Brasil). História da AIDS [Internet]. 2019. Disponível em: http://www.AIDS.gov.br/pagina/historia-da-AIDS.

Melo EA, Maksud I, Agostini R. Cuidado, HIV/Aids e atenção primária no Brasil: desafio para a atenção no Sistema Único de Saúde? Rev Panam Salud Publica. 2018;42:e151. https://doi.org/10.26633/RPSP.2018.151

Santos EI, Gomes AMT, Oliveira DC. Vulnerabilidade de enfermeiros no cuidado a pacientes com HIV/AIDS: Um estudo de representações sociais. Texto contexto enferm. 2014;23(2):408-416. https://doi.org/10.1590/0104-07072014000700013.

Wright K. Alleviating stress in the workplace: advice for nurses. Nurs Stand. 2014;28(20):37-42. https://doi.org/10.7748/ns2014.01.28.20.37.e8391

Meneghini F, Paz AP, Lautert L. Lautert, Liana. Fatores ocupacionais associados aos componentes da Síndrome de Burnout em trabalhadores de enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2011;20(2):225-33.

Soares CB, Hoga LAK, Peduzzi M, Sangaleti C, Yonekura T, Silva DRA. Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Rev Esc Enferm USP. 2014;48(2): 335-345. https://doi.org/10.1590/S0080-6234201400002000020.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm, 2008; 17(4): 758-64. https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

Costa DT, Martins MCF. Stress among nursing professionals: effects of the conflict on the group and on the physician’s power. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(5): 1191-8. https://doi.org/10.1590/s0080-62342011000500023.

Panizzon C, Luz AMH, Fensterseifer LM. Estresse da equipe de enfermagem de emergência clínica. Rev Gaúcha Enferm. 2011;29(3):391-9.

Cesar ES, Marziale MHP. Problemas de violência ocupacional em um serviço de urgência hospitalar da Cidade de Londrina, Paraná, Brasil. Cad Saúde Pública. 2006;22(1). https://doi.org/10.1590/S0102-311X2006000100024.

Neves ET, Cabral IE. Empoderamento da mulher cuidadora de crianças com necessidades especiais de saúde. Texto Contexto Enferm. 2008; 17(3). https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000300017

Polejack L, Seidl EMF. Monitoramento e avaliação da adesão ao tratamento antirretroviral para HIV/AIDS: desafios e possibilidades. Ciênc Saúde Coletiva. 2010;15(1). https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000700029

Miranda KCL, Barroso MGT. Aconselhamento em HIV/ AIDS: análise à luz de Paulo Freire. Rev Latino-am Enferm. 2011;15(01):100-105. https://doi.org/10.1590/S0104-11692007000100015

Silveira LC, Franco TB. Clinical training and the production care in health and nursing. Trab Educ Saude. 2011; 9(1). https://doi.org/10.1590/S1981-77462011000100002

Melnyk BM, Fineout-Overholt E, Stillwell SB, Williamson KM. Evidence-based practice: step by step. Am J Nurs. 2010;110(1):51-3. https://doi.org/ 10.1097/01.NAJ.0000366056.06605.d2.

Pereira LA, Feitosa MC, Silva GRF, Leite IRL, Silva ME, Soares RDM. Patients with HIV/Aids and ulcer risk: nursing care demands. Rev Bras Enferm. 2016;69(3):538-44. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2016690322i

Paiva SA, Stopíglia GBA, Goberlânio BSP, Cordeiro MI, Cardinalle CVM, Manuel CJ. Fatores associados à qualidade de vida de pessoas com HIV/AIDS.Cadernos ESP [Internet]. 11º de outubro de 2019 [citado 10º de março de 2022];13(1):27-36. Disponível em://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/166

Silva RAR, Silva ITS, Costa DARS, et al. Qualidade da atenção à saúde de portadores de HIV: opinião

de profissionais de saúde. Rev Fund Care Online. 2016 out/dez; 8(4):5068-5073. DOI: http://dx.doi.

org/10.9789/2175-5361.2016.v8i4.5068-5073

Downloads

Publicado

09-08-2023

Como Citar

1.
Custódio Pereira A, Sales WB, Cordeiro de Oliveira AS, Pereira LEA, França JGM. PERCEPÇÃO DE ENFERMEIROS FRENTE AO HIV/AIDS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. Cadernos ESP [Internet]. 9º de agosto de 2023 [citado 22º de setembro de 2023];17(1):e841. Disponível em: https://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/841
Received 2022-03-10
Accepted 2022-12-05
Published 2023-08-09

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)