Análise da cobertura vacinal para a completude do esquema da vacina contra o Papiloma vírus humano no município de Cascavel - Ceará

Conteúdo do artigo principal

Ivonilza Paulo da Silva
Camila Marques da Silva Oliveira

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a cobertura vacinal e a completude do esquema vacinal com fins de imunização para a vacina HPV quadrivalente, entre o período de 2014 a 2017, em adolescentes. Trata-se de um estudo retrospectivo, com abordagem quantitativa e exploratória, utilizando o Programa NacionaI de Imunização como base de dados. Entre 2014 e 2017, foram administradas 6.207 doses, tendo em 2014 e 2015 os maiores percentuais de cobertura vacinal, ou seja, maiores coberturas da segunda dose. A cobertura da vacina em 2016 foi a que mais sofreu maior redução da cobertura D1 e D2, seguida do ano de 2017, com redução parcial da cobertura D1 para D2. Considerando a baixa adesão da vacina HPV quadrivalente da segunda dose em adolescentes de 9 a 14 anos de idade, quando comparado com a primeira dose, faz-se necessária adoção de medidas de ações educativas em saúde pública, com respectiva busca ativa dos adolescentes com esquema incompleto, no intuito de prevenção à disseminação do papiloma vírus humano.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Paulo da Silva I, Marques da Silva Oliveira C. Análise da cobertura vacinal para a completude do esquema da vacina contra o Papiloma vírus humano no município de Cascavel - Ceará. Cadernos ESP [Internet]. 10º de outubro de 2019 [citado 25º de junho de 2022];12(2):18-27. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/138
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Ivonilza Paulo da Silva

1 Especialista em Saúde Pública pela Escola de Saúde Pública do Ceará (CE), Brasil.

Camila Marques da Silva Oliveira

2 Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual do Ceará (CE), Brasil.