ISOLADOS E ASSISTIDOS: TELESSAÚDE POR UMA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ISOLATED AND ASSISTED: TELEHEALTH BY A MULTIPROFESSIONAL TEAM

  • Antoniel Rodrigues Sousa Nutricionista. Residente em Saúde da Família e Comunidade pela Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP/CE.
  • Isabelle Penha Rodrigues Enfermeira. Residente em Saúde da Família e Comunidade pela Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP/CE.
  • Pedro Rafael Costa Silva Assistente Social. Mestre em Serviço Social, Trabalho e Questão Social pela Universidade Estadual do Ceará - UECE. Residente em Saúde da Família e Comunidade pela Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP/CE.
  • Tamires de Silva Rodrigues Psicóloga. Residente em Saúde da Família e Comunidade pela Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP/CE.
  • Tiara Aguiar Sousa Melo Fisioterapeuta. Residente em Saúde da Família e Comunidade pela Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP/CE.
Palavras-chave: Telessaúde, Atenção Primária à Saúde, Equipe multiprofissional, COVID-19

Resumo

O objetivo deste trabalho é descrever uma experiência de teleatendimento multiprofissional realizado no âmbito da Atenção Primária à Saúde no município de Caucaia-CE. Trata-se de um relato de experiência ocorrido em 2020 com a população adscrita à unidade, por meio de tecnologias da informação. O isolamento social como medida de combate ao novo vírus impõe novas formas de cuidado à população. Os teleatendimentos foram realizados pelos residentes da Assistência Social, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição e Psicologia, a partir da identificação de casos urgentes pela Equipe de Saúde da Família. Manteve-se registro em planilha on-line Sheets, do Google Drive, para constante atualização e acompanhamento. Na vivência foram realizados acolhimento e orientações para as diversas demandas dos usuários. Destaca-se como potencialidade a ampliação dos cuidados multiprofissionais para pacientes que, em virtude da pandemia, não podem frequentar a UAPS. Concluímos, a partir das ações realizadas, que a realidade imposta pelo novo vírus trouxe desafios à prática profissional. Contudo, houve fortalecimento da troca de saberes entre os profissionais e estímulo a ações de promoção à saúde que garantissem o bem-estar do usuário.

PALAVRAS-CHAVE: Telessaúde; Equipe multiprofissional; Atenção Primária à Saúde.

 

ABSTRACT

The objective of this work is to describe a multiprofessional call center experience carried out within the scope of Primary Health Care in the municipality of Caucaia-CE. This is an experience report that occurred in 2020 with the population assigned to the unit, through information technologies. Social isolation as a measure to combat the new virus imposes new forms of care for the population. The telephone calls were made by residents of Nursing, Physiotherapy, Nutrition, Psychology based on the identification of urgent cases by the Family Health Team. Record kept in Sheets online spreadsheet, from Google Drive for constant updating and monitoring. In the experience, welcoming and guidance for the different demands of users were carried out. The potential to expand multiprofessional care for patients who, due to the pandemic, cannot attend UAPS, stands out as a potential. We concluded from the actions taken that the reality imposed by the new virus posed challenges to professional practice. However, there was a strengthening of the exchange of knowledge among professionals and encouragement of health promotion actions that guaranteed the user's well-being.

KEYWORDS: Telehealth; Multiprofessional team; Primary Health Care.

 

RESUMEN

El objetivo de este trabajo es describir una experiencia de centro de llamadas multiprofesional realizada dentro del ámbito de la Atención Primaria de Salud en el municipio de Caucaia-CE. Este es un informe de experiencia que ocurrió en 2020 con la población asignada a la unidad, a través de tecnologías de la información. El aislamiento social como medida para combatir el nuevo virus impone nuevas formas de atención a la población. Las llamadas telefónicas fueron realizadas por residentes de Enfermería, Fisioterapia, Nutrición, Psicología con base en la identificación de casos urgentes por parte del Equipo de Salud Familiar. Se mantiene el registro de la hoja de cálculo en línea de Google Drive para una actualización y monitoreo constantes. En la experiencia, se llevaron a cabo la bienvenida y la orientación para las diferentes demandas de los usuarios. La expansión de la atención multiprofesional para pacientes que, debido a la pandemia, no pueden asistir a UAPS se destaca como un potencial. De las acciones tomadas, concluimos que la realidad impuesta por el nuevo virus plantea desafíos para la práctica profesional. Sin embargo, se fortaleció el intercambio de conocimientos entre profesionales y se alentaron las acciones de promoción de la salud que garantizaban el bienestar del usuario.

PALABRAS CLAVE: Telessalud; Equipo Multiprofesional; Primeros Auxilios.

Referências

Ministério da Saúde. Protocolo de manejo clínico do coronavírus (covid-19) na Atenção Primária à Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS). Brasília, DF; 2020. Disponível em:<http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/20200422_ProtocoloManejo_ver08.pdf>. Acesso em: 15 maio 2020.

World Health Organization (WHO). Strategic preparedness and response plan for the new coronavirus. Geneva; 2020. Disponível em:<https://www.who.int/publicationsdetail/covid-19-strategy-update-13-april-2020>. Acesso em: 15 maio 2020.

Sarti TD, Laarini WS, Fontenelle LF, Almeida APSC. Qual o papel da Atenção Primária à Saúde diante da pandemia provocada pela COVID-19? Epidemiol Serv Saúde. 2020; 29(2).

Brasil. Decreto n. 30.519, de 19 de março de 2020. Intensifica as medidas para enfrentamento da infecção humana pelo novo coronavírus. Diário Oficial do Estado. 19 março 2020.

Ministério da Saúde. Saúde anuncia orientações para evitar a disseminação do coronavírus. Brasília, DF; 2020. Disponível em:<https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46540-saude-anuncia-orientacoes-para-evitar-a-disseminacao-do-coronavirus>. Acesso em: 15 maio 2020.

Ministério da Saúde (BR). Saúde Digital e Telessaúde. Brasília, DF; 2020. Disponível em:<https://www.saude.gov.br/telessaude>. Acesso em: 15 maio 2020.

Ministério da Saúde (BR). Universidade Aberta do SUS. Atualização: orientações gerais ao paciente com COVID-19 na Atenção Primária à Saúde. Brasília, DF; 2020. Disponível em:<https://www.unasus.gov.br/cursos/ curso/46168>. Acesso em: 15 maio 2020.

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e à Miséria (MDS). Política Nacional de Assistência Social- 2004/ Sistema Único de Assistência Social-SUAS. Brasília, DF; 2004. Disponível em:<http://www.sesc.com.br/mesabrasil/doc/Pol%C3%ADtica-Nacional.pdf>. Acesso em: 20 maio 2020.

Brasil. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União 1990; 19 set.

Matuda CG, Aguiar DML, Frazão P. Cooperação interprofissional e a Reforma Sanitária no Brasil: implicações para o modelo de atenção à saúde. Rev Saude Soc. 2013; 22(1): 173-186.

Publicado
2020-07-22