Interações medicamentosas em pacientes do ambulatório de neurologia pediátrica de um hospital terciário em Fortaleza-Ceará
PDF

Palavras-chave

Interação medicamen- tosa
Pediatria

Como Citar

1.
Menezes de Azevedo M de F, Alves Guimarães J, Vale Francelino E, Ricardo Nunes A. Interações medicamentosas em pacientes do ambulatório de neurologia pediátrica de um hospital terciário em Fortaleza-Ceará. Cadernos ESP [Internet]. 3º de outubro de 2019 [citado 6º de dezembro de 2021];8(1):20-9. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/71

Resumo

Identificar as possíveis interações medicamentosas em prescrições de pacientes da neurologia pediátrica, de forma a contribuir com a farmacovigilância nessa faixa etária. Foi realizado um estudo transversal, aplicando-se um questionário aos cuidadores de pacientes da neurologia pediátrica de um hospital infantil, com perguntas referentes, principalmente, aos medicamentos em uso. Também foram analisados os receituários para identificar interações medicamentosas, utilizando-se a base Micromedex 2.0 e a literatura Bachmann et al. Foram analisados 90 questionários de pacientes da neurologia pediátrica, com média de idade de 10,91 anos, sendo identificada interação medicamentosa em 69 questionários (76,66%), encontrando-se um total de 38 tipos de interações. O estudo nos permitiu observar, que interações medicamentosas podem ser comuns no tratamento de pacientes da neurologia pediátrica, sugerindo que um papel ativo dos profissionais da saúde na monitorização da terapêutica evitaria possíveis reações adversas provenientes de interações medicamentosas.

PDF