SUPLEMENTAÇÃO DE VITAMINA D NA PUERICULTURA: REVISÃO DE LITERATURA

Conteúdo do artigo principal

Jéssica Araújo Vasconcelos Maia
Camila Nunes Guerra
David de Alencar Correia Maia

Resumo

Analisar na literatura científica a importância da suplementação de vitamina D durante a puericultura, descrevendo os protocolos vigentes que orientam seu uso na faixa etária pediátrica. Revisão narrativa de artigos em português e inglês publicados nos últimos 10 anos nas bases de dados da BIREME, Scielo Brazil e Medline. Os três protocolos de suplementação de vitamina D em pediatria atualmente vigentes são da Sociedade Americana de Endocrinologia (2011), Manual de Nutrologia (2012) e da Sociedade Brasileira de Pediatria (2014). Este último é o preconizado atualmente no Brasil, que recomenda reposição de vitamina D a todas as crianças. A recomendação de 2014 da Sociedade Brasileira de Pediatria de suplementação universal de vitamina D na faixa etária pediátrica encontra algumas barreiras de adesão no âmbito de saúde pública, como sua não distribuição gratuita na rede básica, custo ainda elevado e sabor desagradável da medicação. Sugere-se que sejam realizadas novas pesquisas para conhecimento dos níveis de vitamina D na população pediátrica brasileira, das reais necessidades de suplementação nesta faixa etária e a confirmação do protocolo mais adequado para cada uma das diversas regiões e situações do país.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Araújo Vasconcelos Maia J, Nunes Guerra C, de Alencar Correia Maia D. SUPLEMENTAÇÃO DE VITAMINA D NA PUERICULTURA: REVISÃO DE LITERATURA. Cadernos ESP [Internet]. 15º de outubro de 2019 [citado 25º de junho de 2022];13(1):75-82. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/171
Seção
Artigos de Revisão
Biografia do Autor

Jéssica Araújo Vasconcelos Maia

1 Médica residente em Pediatria do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Especialista em Saúde da Família pelo Programa de Valorização da Atenção Básica do Ministério da Saúde, Médica do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart.

Camila Nunes Guerra

2 Médica Pediatra e Endocrinologista Pediátrica com títulos de especialista pelas Sociedade Brasileira de Pediatria e Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Médica assistente do Instituto da Primeira Infância e preceptora do Internato e Residência Médica em Pediatria do Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará, Mestranda em Saúde da Criança pela Universidade Federal do Ceará.

David de Alencar Correia Maia

3 Psicólogo, doutor em Clínica pelas faculdades São Leopoldo Mandic, Campinas/SP, professor da Faculdade Metropolitana de Fortaleza.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)