Descrição do Perfil Epidemiológico da Tuberculose no Estado do Ceará, 2011 a 2016

Autores

  • Maria Izabel Lopes
  • Kellyn Kessiene de Sousa Cavalcante
  • Sheila Maria Santiago Borges

Palavras-chave:

Vigilância Epidemiológica, Tuberculose, Perfil epidemiológico

Resumo

Descrever o perfil epidemiológico da tuberculose no estado do Ceará, no período de 2011 a 2016. Estudo descritivo, transversal, com dados extraídos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação e Sistema de Informação sobre Mortalidade. Os dados foram tabulados no Tabwin e exportados para planilhas do Excel para análise. O maior coeficiente de incidência foi no ano de 2011 (43,2%). A taxa de abandono do tratamento manteve-se alta, fechando com 4,3% em 2016. A taxa de mortalidade reduziu de 2,8 em 2011 para 1,7 em 2016. Nos exames de HIV, houve o crescimento de 10,1%, passando de 57,2% para 67,3%. A coinfecção aumentou de 6,4% em 2011 para 8,5% em 2016. Os contatos examinados com confirmação laboratorial apresentaram queda de 67,4% em 2011 e 54,3% em 2016. No Ceará, a tuberculose se apresenta de forma endêmica, sendo necessária a realização de estratégias para minimizar os impactos da doença e reduzir o número de óbitos, abandonos e aumentar o percentual de cura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Izabel Lopes

1 Graduada em Enfermagem pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-
UVA. Especialista em Serviços de Saúde e Auditoria pela Faculdade Padre
Dourado-FACPED; Assessora Técnica do Programa Estadual de Tuberculose
da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará.

Kellyn Kessiene de Sousa Cavalcante

2 Graduada em Medicina Veterinária. Especialista em Vigilância e Controle
de Endemias pela Escola de Saúde Pública; e Processos Educacionais na
Saúde pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês; Mestra
em Saúde Pública pela Universidade Federal do Ceará; Assessora Técnica
do CIEVS/NEVEP Ceará.

Sheila Maria Santiago Borges

3 Graduada em Enfermagem pela Universidade de Fortaleza; Especialista
em Gestão em Saúde (FIOCRUZ); Especialista em Educação na Saúde
para Preceptores do SUS (Instituto Sírio-Libanês) e Especialista em
Saúde Pública (Faculdade de Tecnologia Evolução); Mestre em Ciências
da Saúde pela Universidade de San Lorenzo; Coordenadora do Programa
da Tuberculose do Estado do Ceará e Supervisora do Núcleo de Vigilância
Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará.

Downloads

Publicado

04-10-2019

Como Citar

1.
Izabel Lopes M, Kessiene de Sousa Cavalcante K, Maria Santiago Borges S. Descrição do Perfil Epidemiológico da Tuberculose no Estado do Ceará, 2011 a 2016. Cadernos ESP [Internet]. 4º de outubro de 2019 [citado 24º de abril de 2024];11(2):18-25. Disponível em: https://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/116

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)