Experiência da integração entre agentes de endemias e as equipes de saúde da família no enfrentamento ao Aedes aegypti no município de Maracanaú-CE

Conteúdo do artigo principal

Herbeth Rabelo Girão
Adriano Rodrigues de Souza
Iarlla Silva Ferreira

Resumo

Aedes aegypti é considerado o mosquito de maior importância epidemiológica na transmissão de arboviroses como a dengue, febre chikungunya e Zika Virus. Tais vírus trazem grandes problemas à saúde pública. Em 02 de janeiro de 2016, o Controle das Arboviroses em Maracanaú leva em consideração a Lei nº 1.007, de 04 de maio de 2010, que reorganiza os processos de trabalho, com integração das bases territoriais dos Agentes de Combate às Endemias (ACE) na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Neste caso, se evidencia a necessidade de analisar a inserção dos ACE nas ESF na Área de Vigilância à Saúde II. Para isso, foram entrevistados oito (8) ACE, cinco (5) ACS, seis (6) supervisores de endemias e dois (2) enfermeiros, totalizando 21 participantes. Nesta perspectiva, os entrevistados caracterizam os ACE como atores principais no enfrentamento ao Aedes aegypti, e que essa integração dentro do SUS é uma proposta de inovação na área da saúde, evidenciando que há um longo caminho a percorrer para que de fato se tenha um controle mais eficaz das epidemias, pois há fragilidades no campo da gestão, dos profissionais e da população em geral. Destacamos que essa pesquisa propõe estudos futuros em torno desta temática, no sentido de fortalecer as ações de vigilância à saúde no controle de epidemias.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Rabelo Girão H, Rodrigues de Souza A, Silva Ferreira I. Experiência da integração entre agentes de endemias e as equipes de saúde da família no enfrentamento ao Aedes aegypti no município de Maracanaú-CE. Cadernos ESP [Internet]. 10º de outubro de 2019 [citado 25º de junho de 2022];12(2):67-75. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/146
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Herbeth Rabelo Girão

1 Bacharel em Teologia, Agente de Combate às Endemias, Especialista em Vigilância e Controle de Endemias, Especialista em Saúde Pública, Supervisor Técnico Geral de Endemias - Distrito Técnico de Endemias (DTE) da Secretaria de Saúde de Maracanaú-CE.

Adriano Rodrigues de Souza

2 Graduado em Enfermagem, Doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Ceará, Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará, Especialista em Vigilância Epidemiológica pela Escola de Saúde Pública do Ceará, Professor Adjunto do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade de Fortaleza (UNIFOR).

Iarlla Silva Ferreira

3 Graduada em Enfermagem, Especialista em Saúde Pública, Mestre e Doutoranda em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará, Técnica da Vigilância do Óbito da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.