SUSi

CHATBOT NA PROMOÇÃO DO CONHECIMENTO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54620/cadesp.v17i1.1516

Palavras-chave:

Atenção Primária à Saúde, Processamento de Linguagem Natural, Tecnologia da Informação e Comunicação

Resumo

Construir um chatbot para a promoção da Atenção Primária à Saúde (APS) para os Agente Comunitários de Saúde (ACS) da Estratégia Saúde da Família de um município do Ceará. Estudo metodológico, de produção tecnológica de um chatbot. Para a construção da tecnologia foram seguidas as etapas de Planejamento sendo realizada uma pesquisa exploratória com 143 ACS trabalhadores da ESF do município. Após, se definiu os objetivos, a avaliação de riscos e o desenvolvimento da tecnologia. O desenvolvimento foi realizado através do Dialogflow com integração ao canal de comunicação Telegram. Foram obtidas 79 respostas para subsidiar o conteúdo a ser promovido pelo o chatbot. Os conteúdos fornecidos pelo chatbot foram organizados em subtemas, sendo o tema principal a Atenção Primária à Saúde no contexto do município de Acaraú. O uso de chatbots proporcionam novas perspectivas na forma de promoção de saúde no aproveitamento de recursos tecnológicos e inovadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde. 8ª Conferência Nacional de Saúde: Quando o SUS ganhou forma. Ministério da Saúde [Internet].Brasília:2020.Disponívelem:https://conselho.saude.gov.br/ultimas-noticias-cns/592-8-conferencia-nacional-de-saude-quando-o-sus-ganhou-forma

Azevedo ALM, Costa AM.[ The narrow entrance door of Brazil’s National Health System (SUS): an evaluation of accessibility in the Family Health Strategy]. Interface - Comunic., Saúde, Educ. 2010.14(35). DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-32832010005000029 DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-32832010005000029

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Agente Comunitário de Saúde. Brasilia:2021.Disponível em: https://aps.saude.gov.br/ape/esf/esf/composicao

Ministério da Saúde (BR). Secretaria Executiva. Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS. Política Nacional de Informação e Informática em Saúde . Ministério da Saúde. Brasília : 2016. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_infor_informatica_saude_2016.pdf

Rezende DA, Abreu AF. Tecnologia da Informação Aplicada a Sistemas de Informação Empresariais. São Paulo: Atlas, 2000.

Bansal H Khan R. [ A review paper on human computer interaction]. International Journal of Advanced Research in Computer Science and Software Engineering. 2018. 8(53). DOI: http://dx.doi.org/10.23956/ijarcsse.v8i4.630. DOI: https://doi.org/10.23956/ijarcsse.v8i4.630

Fadhil S. Gabrielli FB. [Addressing Challenges in Promoting Healthy Lifestyles: The AI-Chatbot Approach]. Pervasive Health [online] 2017, março. 261-265. Disponível em : https://www.researchgate.net/publication/316141692

Palanica A, Fossat Y. [COVID-19 has inspired global healthcare innovation]. Can J Public Health.2020. 111:645–648. DOI: https://doi.org/10.17269/s41997-020-00406-2 / DOI: https://doi.org/10.17269/s41997-020-00406-2

Polit DF , Beck CT. Fundamentos de pesquisa em Enfermagem: avaliação de evidências para a prática da Enfermagem. 9. ed. Porto Alegre, Artmed, 2019.

Sommerville I. Software Engineering. 9ª ed. Pearson Education , 2011.

Google Cloud. Dialogflow. 2022. Disponível em: https://cloud.google.com/dialogflow/docs?hl=pt-br

Kulicz TK, Uscocovich, KJSO. Perfil de atendimento em unidades de pronto atendimento em um município do oeste paranaense. Revista de Saúde Pública do Paraná [online]. 29 nov.2021 [citado 8dez.2022];4(3):96-04. Disponível em: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/526 DOI: https://doi.org/10.32811/25954482-2021v4n3p96

Souza, GCA. Costa, IC. O SUS nos seus 20 anos: reflexões num contexto de mudanças. Saúde Soc. São Paulo. 2010. 19 (3), 509-517 p. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902010000300004 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902010000300004

Silva AM, Cordeiro CG. Costa GC, Caetano DAM, Alves MS, Sanches VS, Chistofoletti, G. O conhecimento da população sobre o Sistema Único de Saúde e seu funcionamento. In: Supl. - Anais do XXIV Fórum Nacional de Ensino em Fisioterapia e I Congresso Brasileiro de Educação em Fisioterapia, 2014. 1(1).

Passamai, MPB et al. Letramento funcional em saúde: reflexões e conceitos sobre seu impacto na interação entre usuários, profissionais e sistema de saúde. Interface (Botucatu). 16 (41) Jun 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-32832012005000027 DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-32832012005000027

Oliveira HM, Garcia JS. Conhecimento dos Agentes Comunitários de Saúde da Fronteira Franco-Brasileira sobre a Atenção Básica. Revista Pesquisa Qualitativa [online]. São Paulo (SP), v.7, n.15, p.473-489,dez.2019. Disponível em :https://editora.sepq.org.br/rpq/article/view/242/17 DOI: https://doi.org/10.33361/RPQ.2019.v.7.n.15.242

Publicado

09-08-2023

Como Citar

1.
dos Santos Albuquerque M, Souza Silva CD, Moreira Gomes D, Mesquita Mororó Pinto M, Passos de Vasconcelos S. SUSi: CHATBOT NA PROMOÇÃO DO CONHECIMENTO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. Cadernos ESP [Internet]. 9º de agosto de 2023 [citado 21º de julho de 2024];17(1):e1516. Disponível em: https://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/1516

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)