DESAFIOS DO COMITÊ DE PREVENÇÃO DE MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL EM UM MUNICÍPIO CEARENSE
PDF

Palavras-chave

Mortalidade Materna
Mortalidade Infantil
Mortalidade Fetal
Comitê de Profissionais
Avaliação em Saúde

Como Citar

1.
Cristina Matias Nóbrega E, Simões Monteiro Alves R, Maia de Queiroz D, Nogueira de Oliveira B. DESAFIOS DO COMITÊ DE PREVENÇÃO DE MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL EM UM MUNICÍPIO CEARENSE . Cadernos ESP [Internet]. 15º de outubro de 2019 [citado 4º de dezembro de 2021];13(1):113-28. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/175

Resumo

A redução da mortalidade materna e infantil no Brasil representa um desafio para os serviços de saúde e para a sociedade, portanto, os Comitês de Mortalidade Materna, Infantil e Fetal (CMMIFs) exercem um trabalho essencial na prevenção e no controle da mortalidade de mulheres e crianças. Este trabalho analisou os desafios relacionados à estruturação, funcionamento e atuação do CMMIF do município de Crateús, Ceará. Tratou-se de um estudo de caso cujo corpus foi composto pelas atas das reuniões e pela realização de entrevistas com 14 membros do Comitê que atuaram entre os anos de 2008 e 2015 no município de Crateús, Ceará, a partir da análise por triangulação de métodos. Evidenciou-se: indicação verticalizada dos membros; suporte limitado da gestão municipal; inacessibilidade de documentos legais e omissão de informações nos registros; insuficiência na função pedagógica; dificuldades de envolvimento dos diferentes representantes; e descontinuidade das ações. O estudo revelou fragilidades estruturais, de composição, na dinâmica de organização e na própria função do Comitê, que se restringia a uma atuação investigativa e propositiva, sem a participação popular e o devido retorno das análises para as instituições envolvidas, revelando com isso a dificuldade em atuar de forma integrada e interinstitucional.

PDF