PUERICULTURA NA RESIDÊNCIA DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE

Conteúdo do artigo principal

Luana Aparecida Jorge Campos de Moraes
Antônio Roziano Ponte Linhares

Resumo

Analisar o processo de capacitação dos residentes de Medicina de Família e Comunidade no atendimento da puericultura. O tipo de pesquisa foi participante e o processo de ensino-aprendizado foi continuado, sob orientação da pesquisadora. Princípios da andragogia (valorizar conhecimento prévio, motivação, autonomia, ensino horizontal, troca de saberes, significância e aplicabilidade do novo saber) foram utilizados, através de metodologias ativas. Ao final da residência, o aluno está capacitado no atendimento de puericultura e a comunidade se beneficia com os resultados positivos da capacitação. O processo teve relevância social e científica, pois reflete as potencialidades do ensino em serviço. O ensino-aprendizado, segundo a andragogia, torna a capacitação mais participativa e motivadora. É fundamental a aplicação da andragogia no ensino da residência de MFC na Atenção Primária. O aluno desenvolve autonomia, segurança e motivação.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Moraes LAJC de, Linhares ARP. PUERICULTURA NA RESIDÊNCIA DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE. Cadernos ESP [Internet]. 30º de setembro de 2022 [citado 9º de dezembro de 2022];16(3):105-11. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/738
Seção
Relato de Experiência, Atualização e/ou Inovação Tecnológica
Biografia do Autor

Antônio Roziano Ponte Linhares, Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza, Ceará, Brasil.

Doutor em Administração. Docente da Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza, Ceará, Brasil.

Referências

Diufrayer DFL. Puericultura e a atenção à saúde da criança na clínica da família Filgueira em Nova Iguaçu-RJ [Trabalho de conclusão de curso]. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); 2016. 14 p.

Ministério da Saúde (BR). Protocolos da atenção básica: saúde da criança [Internet]. Brasília, DF: Ministério da Saúde: Instituto Sírio Libanês de ensino e pesquisa; 2016 [citado em 2021 Oct 20]. 307 p. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2016/dezembro/13/PAB-Saude-da-Crian--a-Provis--rio.pdf

Alencar EM. Andragogia no processo de ensino-aprendizagem. In: Alves TP, Gama Y, organizadoras. Educação: discursos e reflexões interdisciplinares. Recife: Baraúna; 2008. p. 66-69.

Santos CCR. Andragogia: aprendendo a ensinar adultos. In: 7th Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia SEGET [Internet]; 2010 Out 20-22; Resende, Rio de Janeiro. Resende: Associação Educacional Dom Bosco - AEDB; 2010 [citado em 2021 Oct 20]. p. 1-9. Disponível em: https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos10/402_ArtigoAndragogia.pdf

Bacich L, Moran J, organizadores. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso; 2018. 430 p.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2012 [citado em: 2021 Oct 19]. 272 p. Cadernos de Atenção Básica 33. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/caderno_33.pdf Acesso em 19 out. 2021.

Freire P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários á prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

Marquez A. Andragogia: propuesta política para una cultura democrática en educación superior. In: Anais do Primer Encuentro Nacional de Educación y Pensamiento [Internet]; 1998 Jul 9-11; Santo Domingo, República Dominicana. República Dominicana: Organización para el Fomento del Desarrollo del Pensamiento (OFDP - R.D.); 1998 [citado em 2021 Oct 19]. Disponível em: http://ofdp_rd.tripod.com/encuentro/ponencias/amarquez.html

Somera EAS, Somera R Junior, Rondina JM. Uma proposta da andragogia para a educação continuada na área da saúde. Arq Cienc Saúde [Internet]. 2010 [citado em 2021 Oct 20];17(2):102-8. Disponível em: http://repositorio-racs.famerp.br/racs_ol/vol-17-2/IDO7_ABR_JUN_2010.pdf