A (TRANS)FORMAÇÃO DOS ESTAGIÁRIOS DE NUTRIÇÃO CLÍNICA PELO PROENSINO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54620/cadesp.v16i4.874

Palavras-chave:

Estágios, Educação Permanente, Ciências da Nutrição, Formação Profissional em Saúde

Resumo

Relatar atividades, vivências e aprendizados no estágio de nutrição clínica do PROENSINO em uma unidade hospitalar terciária de Fortaleza-CE. Relato de experiência, descritivo, acerca das vivências de estagiários de nutrição do PROENSINO em um hospital especializado em cardiologia e pneumologia de Fortaleza-CE entre 2018 e 2020. Os estagiários desenvolveram e participaram de diversas atividades, como na assistência à saúde em Unidades de Terapia Intensiva com equipe multiprofissional. Durante o estágio, além da aquisição de competências técnicas da área de nutrição foi aprendida a importância da multiprofissionalidade no cuidado ao paciente e o exercício da interdisciplinaridade enquanto acadêmicos da saúde. O PROENSINO se configura como importante mecanismo na transformação e formação acadêmico-profissional, permitindo o desenvolvimento de autonomia e segurança no exercício da profissão, promovendo novos saberes e contribuindo na formação diferenciada e humanizada na área da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Negreiros RV, Lima VCB. Importância do Estágio Supervisionado para o Acadêmico de Enfermagem no Hospital: compartilhando experiências vivenciadas com a equipe de trabalho. Revista da Universidade Vale do Rio Verde. 2018; 16(2):1-7. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v16i2.4359

Chaud DMA, Abreu ES. Estágios não-obrigatórios em Nutrição: a busca pela qualidade de ensino aliada às atuais exigências legais e educacionais – relato de caso. Revista eletrônica de comunicação Informação & inovação em saúde. 2011; 5(3):1-11. DOI: 10.3395/reciis.v5i3.447pt

Polzin FR, Bernardim ML. Estágio não obrigatório: um estudo com universitários do curso de administração. Diálogo. 2018; 37:83-97. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i37.3689

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de gestão da Educação na Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento? Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2018. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_educacao_permanente_saude_fortalecimento.pdf

Souza EC, Castro Júnior AR, Cavalcante ASP, Torres RAM, Silva MRF. Projeto Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde: linha de fuga na formação em saúde para uma atuação na saúde coletiva. Saúde em Debate. 2019; 43(122):897-905. DOI: 10.1590/0103-1104201912219

Oliveira FA, Ferreira JLPM, Santos APLM, Melo DCM, Machado MMT. Vivências Acadêmico-Profissionais Adquiridas em Programa de Estágio da Secretaria da Saúde do Ceará. Cadernos ESP [online]. 2019; 13(1):94-104. Disponível em: https://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/541

Taques N, Herdt ABS, Medino IC, Mazur CE. “Sinto-me insegura quanto aos desafios a serem enfrentados”: expectativas de graduandos quanto ao estágio em nutrição clínica hospitalar. BRASPEN Journal. 2018; 33(4):379-383. Disponível em: http://arquivos.braspen.org/journal/out-dez-2018/artigos/04-AO-Sinto-me-insegura.pdf

Evangelista VC, Domingos TS, Siqueira FPC, Braga EM. Equipe multiprofissional de terapia intensiva: humanização e fragmentação do processo de trabalho. Revista Brasileira de Enfermagem [online]. 2016, 69(6):1099-1107. DOI: 10.1590/0034-7167-2016-0221

Downloads

Publicado

30-12-2022

Como Citar

1.
Rocha YM da, Falcão RA, Gomes LC, Melo ANMV, Bezerra AN. A (TRANS)FORMAÇÃO DOS ESTAGIÁRIOS DE NUTRIÇÃO CLÍNICA PELO PROENSINO. Cadernos ESP [Internet]. 30º de dezembro de 2022 [citado 24º de maio de 2024];16(4):125-9. Disponível em: https://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/874

Edição

Seção

Relato de Experiência, Atualização e/ou Inovação Tecnológica

Categorias

Received 2022-03-21
Accepted 2022-04-27
Published 2022-12-30