DOENÇAS ALIMENTARES RELAÇÃO VIGILÂNCIA SANITÁRIA – EPIDEMIOLOGIA

Conteúdo do artigo principal

Vivian Costa Patrício
Francisco Jadson Franco Moreira
Leidy Dayane Paiva de Abreu
Morgana Dias Chaves

Resumo

Este trabalho objetivou analisar os casos de notificação de surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) e medidas/ações integradas da Vigilância Sanitária e Epidemiológica no enfrentamento aos riscos de DTA no município de Horizonte – CE. Trata-se de uma pesquisa documental com abordagem qualitativa. Os dados foram extraídos de documentos da gestão municipal, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e do Ministério da Saúde. A análise e interpretação dos dados ocorreram mediante Análise de Conteúdo de Bardin, com elaboração de um quadro de referência e as respectivas categorias de análise, junto aos seus significados. Quanto aos resultados, notaram-se limitações no atendimento às demandas, a exemplo, a fiscalização insuficiente que pode preceder o surgimento de problemas de saúde à população e a necessidade de readequação das estruturas de atuação sanitárias. Com isso, identificaram-se lacunas desveladoras da urgência de organização da Vigilância Sanitária no município de Horizonte-CE, de forma a se articular à Vigilância Epidemiológica e desenvolverem, assim, ações coletivas de enfrentamento às doenças causadas por alimentos.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Costa Patrício V, Franco Moreira FJ, Paiva de Abreu LD, Dias Chaves M. DOENÇAS ALIMENTARES: RELAÇÃO VIGILÂNCIA SANITÁRIA – EPIDEMIOLOGIA. Cadernos ESP [Internet]. 19º de dezembro de 2019 [citado 4º de outubro de 2022];13(2):94-108. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/201
Seção
Artigos Originais