A TERRITORIALIZAÇÃO COMO FERRAMENTA PARA O CUIDADO EM SAÚDE

Territorialization as strategy for transformation in the territory

  • Raíra Kirlly Cavalcante Bezerra Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP
  • Deborah Leite de Abreu Souza Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP
  • Jânder Carlos Soares Silva Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP
  • Nilberto Santos Pinto Universidade Estadual do Ceará - UECE
Palavras-chave: Saúde Pública, Atenção Primária à Saúde, Sistema Único de Saúde, SUS

Resumo

A territorialização representa um forte instrumento de organização dos processos de trabalho e das práticas de saúde no sistema público do país. O estudo teve como objetivo conhecer cada vez mais o processo de territorialização em saúde, como estratégia de transformação das práticas de trabalho e conhecimento do território. Essa pesquisa se caracteriza como um relato de experiência, vivenciado pelos residentes multiprofissionais da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP). Foi desenvolvida em duas comunidades do município de Quixeramobim, localizado no Sertão Central do Ceará. O reconhecimento do território se deu por meio de visitas domiciliares dos profissionais residentes e da realização de oficinas nas comunidades adscritas. Verificou-se que a territorialização se destaca como uma ferramenta de trabalho bastante inovadora, por possibilitar aos profissionais e usuários uma experiência diferenciada de cuidado, considerando as potencialidades e vulnerabilidades do território onde são desenvolvidas as ações em saúde. Recomenda-se a prática da territorialização não somente para conhecer o espaço geográfico, mas para valorizar uma possibilidade de cuidado ampliado em saúde, no qual o indivíduo seja posto em primeiro lugar.

Palavras-chaves: Saúde Pública. Atenção Primária à Saúde. Sistema Único de Saúde.

 

Abstract

Territorialization represents a strong instrument for organizing work processes and health practices in the country's public system. The objective of the study was to learn and know more about the process of territorialization in health, as a strategy for transforming work practices and knowledge of the territory. This research is characterized as an experience report, lived by the multiprofessional residents of the School of Public Health of Ceará (ESP), developed in two communities in Quixeramobim county, located in the Central Hinterland of Ceará. The recognition of the territory was done through home visits by resident professionals and through workshops in the communities registered. It was found that territorialization stands out as a very innovative work tool, in a way that allows professionals and users to have a differentiated care experience, considering the potentialities and vulnerabilities of the territory to be developed in health actions. It is recommended territorialization practice not only to get to know the geographical space, but to value the possibility of an enhenced health care, in which the individual is placed first.

Keywords: Public Health. Primary health care. Unified Health System.

 

Resumen

La territorialización representa un instrumento fuerte para organizar procesos de trabajo y prácticas de salud en el sistema público del país. El estudio tuvo como objetivo aprender más sobre el proceso de territorialización en salud, como una estrategia para transformar las prácticas laborales y el conocimiento del territorio. Esta investigación se caracteriza como un informe de experiencia, vivido por los residentes multiprofesionales de la Escuela de Salud Pública de Ceará (ESP), desarrollada en dos comunidades en el municipio de Quixeramobim, ubicado en la Sertão do Ceará Central. El reconocimiento del territorio se realizó a través de visitas domiciliarias de profesionales residentes y a través de talleres en las comunidades registradas. Se encontró que la territorialización se destaca como una herramienta de trabajo muy innovadora, ya que permite a los profesionales y usuarios tener una experiencia de atención diferenciada, considerando el potencial y las vulnerabilidades del territorio que se desarrollarán en las acciones de salud. Se recomienda practicar la territorialización no solo para conocer el espacio geográfico, sino también para valorar la posibilidad de una atención médica ampliada, en la que el individuo se coloca primero.

Palabras clave: Salud pública. Atención primaria de salud. Sistema Único de Salud.

Biografia do Autor

Raíra Kirlly Cavalcante Bezerra, Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP

Residente do Programa de Residência Integrada em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará, com ênfase em Saúde da Família. Graduação em Nutrição pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Deborah Leite de Abreu Souza, Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP

Residente do Programa de Residência Integrada em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará, com ênfase em Saúde Mental. Graduação em Psicologia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Fortaleza, CE, Brasil.

Jânder Carlos Soares Silva, Escola de Saúde Pública do Ceará - ESP

Residente do Programa de Residência Integrada em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará, com ênfase em Saúde Mental. Graduação em Psicologia pelo Centro Universitário Católica de Quixadá (UNICATÓLICA). Quixadá, CE. Brasil.

Nilberto Santos Pinto, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Graduação em Psicologia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Fortaleza, CE, Brasil.

Publicado
2020-06-29