Novos olhares, novos desafios
PDF

Palavras-chave

Atenção Primária à Saúde
Programa Saúde da Família
Prática Profissional

Como Citar

1.
Renan Santos de Oliveira P, Reis F, Moura Arruda CA, Veras Camurça Vieira AC, Fernando Tófoli L. Novos olhares, novos desafios: Vivências dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família em Fortaleza – CE. Cadernos ESP [Internet]. 19º de setembro de 2019 [citado 4º de dezembro de 2021];6(1):54-6. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/39

Resumo

Os NASF ? Núcleos de Apoio à Saúde da Família ? foram criados recentemente no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil e têm como objetivo apoiar a inserção da Estratégia de Saúde da Família (ESF) na rede de serviços, bem como ampliar sua abrangência, resolutividade e territorialização, além de visar à expansão da Atenção Primária a Saúde (APS) no país. O objetivo deste trabalho é refletir criticamente sobre a inserção dos NASF na ESF de Fortaleza a partir de duas categorias de discussão: (1) Implantação dos processos de trabalho do profissional no contexto da APS; (2) Prática profissional no âmbito da ESF. Esses eixos baseiam-se na reanálise dos resultados de duas pesquisas distintas que estudaram a inclusão da terapia ocupacional e da psicologia nos NASF de Fortaleza. Ambas as pesquisas adotaram a abordagem qualitativa e utilizaram a técnica de Grupos Focais na construção das informações através de três sessões que ocorreram no ano de 2011. Os resultados apontam que a implantação dos processos de trabalho foi marcada pelo desafio de se aproximar das equipes de saúde da família e pela tentativa de desenvolver atividades conjuntas e coletivas. A ausência de estrutura e de materiais para a realização do trabalho dificultou ainda mais o processo inicial. A atuação dos NASF tem buscado novas estratégias para a resolução dos problemas de saúde da população, para além do uso de medicamentos. Entretanto, essa atuação é dificultada pela grande demanda reprimida de pessoas já adoecidas que necessitam de atenção individualizada. O papel desses profissionais ainda não está totalmente claro e as ferramentas de trabalho ainda estão sendo experimentadas. Apontamos, por fim, a importância de refletir criticamente acerca das diretrizes propostas para o NASF dialogando com a realidade local, assim como a necessidade de formação profissional.

PDF