Manifestações de violência retratadas pelos alunos na escola pública no município de Fortaleza
PDF

Palavras-chave

Violência
Saúde escolar
Educação
Promoção da saúde

Como Citar

1.
Costa Savioli K, de Souza Pereira A, Pedrosa Moreira D, Jane Eyre de Souza Vieira L, Veras Camurça Vieira AC. Manifestações de violência retratadas pelos alunos na escola pública no município de Fortaleza: Um recorte temático da percepção do aluno. Cadernos ESP [Internet]. 17º de setembro de 2019 [citado 4º de dezembro de 2021];3(1):33-9. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/26

Resumo

O estudo pretende ampliar a discussão sobre o termo violência na escola, a partir da percepção do aluno, por ser complexo e multifacetado em constante transformação de signifi cados de acordo com tempo, valores e contextos. Refere-se a um recorte parcial dos dados da pesquisa intitulada "Portfólio como atividade signifi cativa da Terapia Ocupacional na prevenção da violência na escola". Focaliza discussões sobre as manifestações de violência na escola para ampliação de estratégias de promoção em saúde. Utilizou-se a abordagem qualitativa, do tipo pesquisa participante, na Escola de Ensino Fundamental e Médio da Rede Pública, no Município de Fortaleza-CE, no período de agosto a setembro de 2008. Participaram 10 adolescentes de ambos os sexos, na faixa etária de 12 a 15 anos. Os dados foram obtidos por entrevistas utilizando o grupo focal e a interpretação dos resultados segue a análise temática de Minayo8. Os achados representam a violência na concepção do aluno com relação direta com a agressão, notificada exaustivamente como física, representada de forma explícita, deixando marcas visíveis no corpo da vítima, além do desrespeito e desmoralização na relação entre alunos, assim como professores e alunos e vice versa. Outra forma é o vandalismo no ambiente escolar e está entre as manifestações mais comuns, caracterizando-se pelo desperdício e depredação do patrimônio público. Citam-se outras formas de violência, caracterizados por comportamentos prepotentes e agressivos chamados de bullying. Permitiu aos adolescentes refl exões sobre suas ações, atitudes e percepções, e sensibilizar os gestores sobre a importância de ações educativas nesse contexto.

PDF