COMPETÊNCIAS E NECESSIDADES DOCENTES DE UMA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54620/cadesp.v17i1.1698

Palavras-chave:

Educação Baseada em Competências, Ensino, Determinação de Necessidades de Educação, Formação Profissional

Resumo

Identificar competências e necessidades educacionais de colaboradores da Escola de Saúde Pública do Ceará. Estudo exploratório-descritivo com abordagem quantitativa e qualitativa realizado na ESP/CE em junho de 2023. Utilizaram-se dados secundários referentes a 77 (N=205) colaboradores e foram tratados no SPSS para diagnóstico situacional e categorização conforme Análise de Conteúdo de Bardin. Os dados foram analisados e distribuídos em três categorias: Competências docentes desenvolvidas; Necessidades formativas prioritárias; e Estratégias para o fortalecimento do alinhamento do Projeto Político Pedagógico da ESP aos programas educacionais. Os resultados apontam competências para uso de ferramentas digitais e Ambiente Virtual de Aprendizagem e necessidades prioritárias com metodologias ativas, produção de material didático, avaliação de programas educacionais e aprendizagem. A formação pedagógica requer apoio institucional que incentive espaços significativos e colaborativos para a formação e valorização contínua das necessidades docentes e que devem ser implementadas pelo Programa de Desenvolvimento Educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Furtado CTM, Zagonel IPS. O processo de desenvolvimento docente no ensino superior da área de saúde: revisão integrativa. Espaço para Saúde. 2021; 22. Doi: https://doi.org/10.22421/1517-7130/es.2021v22.e724 DOI: https://doi.org/10.22421/1517-7130/es.2021v22.e724

Silva VOS, Pinto ICMP. Produção científica sobre docência em saúde no Brasil. Saúde em Debate. 2019; 43:134-47. Doi: https://doi.org/10.1590/0103-11042019S112 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042019s112

Brasil. Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Critérios da formação continuada dos referenciais curriculares alinhados à BNCC. Referenciais curriculares alinhados à BNCC. Brasília: MEC/CONSED/UNDIME, 2018. Disponível em: https://movimentopelabase.org.br/wp-content/uploads/2019/01/PDF-Crit%C3%A9rios-de-Forma%C3%A7%C3%A3o-v6-final.pdf. Acesso em: 24 abr 2023.

Arévalo Coronel JP, Juanes Giraud BY. La formación de competencias desde el contexto latinoamericano. Revista Universidad y Sociedad, 2022; 14(1), 517-23. Disponible en: http://scielo.sld.cu/pdf/rus/v14n1/2218-3620-rus-14-01-517.pdf

Omena AM. et al. Strategic health planning as a teaching-learning tool: Experience report. DIVERSITAS JOURNAL. 2022; 7(2):754-66. Doi: https://doi.org/1048017/DJ.v7i2.1988

Pereira IC, Bandeira HMM. Práticas educativas de nutricionistas: perspectivas educativas manifestadas no PSE. Saúde em Debate. 2023; 46:142-55. Doi: https://doi.org/10.1590/0103-11042022E310 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042022e310

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa. Edições 70; 1977.

Brasil. Ministério da Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília, DF; 2012. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf. Acesso em: 24 abr 2023.

Ramirez VLA. A docência na educação superior e a constituição da professoralidade. Revista Educação. 2018; 41(1):41-8. Doi: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.1.29600 DOI: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.1.29600

Martins LM, Rossini TCN. Principais desafios da docência em tempos de mudança, uma revisão em 2021. Formação@ Docente. 2022;14(2). Doi: https://doi.org/10.15601/f@d.v14i2.2364

Magalhães Júnior AG, Cavaignac MD. Formação de professores: limites e desafios na educação Superior. Cadernos de pesquisa. 2018; 48(169):902-20. Doi: https://doi.org/10.1590/198053145405 DOI: https://doi.org/10.1590/198053145405

Monteiro RRM et al. Políticas educacionais e a formação docente no Ensino Superior. EDUCAÇÃO. 2020; 8(3):676-89. Doi: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p676-689 DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p676-689

Campanati FLDS et al. A simulação clínica como método de ensino na Enfermagem Fundamental: um estudo quase-experimental. Revista Brasileira de Enfermagem. 2021; 75. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-1155 DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-1155

Escola de Saúde Pública do Ceará. Projeto Político Pedagógico. [Internet] Fortaleza: Governo do Estado do Ceará; 2020. [13 Mar 2023] Disponível em: https://ppp.esp.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/6/2021/05/PPP-ESP-2020-03-05-2020.pdf

Sousa SN et al. Necessidades formativas de professores iniciantes na educação básica: conceitos, concepções e revisão de literatura. Revista Eletrônica de Educação. 2020; 14: e4175116. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4175/1106. Acesso em: 13 Mar. 2023 DOI: https://doi.org/10.14244/198271994175

Selbach PTS, Luce MB. Estratégias de desenvolvimento profissional docente em universidades públicas: similaridades e diferenças. Acta Scientiarum. Education. 2018; 40(4): e32371. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/3033/303357859002/html/. Acesso em: 15 Mar. 2023. DOI: https://doi.org/10.4025/actascieduc.v40i4.32371

Carvalho GRC. Necessidades Formativas de Docentes do Ensino Superior. 2018. Dissertação [Mestrado]. Taubaté, São Paulo; 2018.

Lima EF. Análise de necessidades formativas de docentes ingressantes numa universidade pública. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. 2015; (96):343-58. Doi: https://doi.org/10.1590/S2176-6681/337612864 DOI: https://doi.org/10.1590/S2176-6681/337612864

Passalacqua FGM et al. Necessidades formativas: um constructo para a reorganização da formação continuada de equipes escolares. Educação, Ciência e Cultura. 2019; 24(2):237-47. Doi: http://dx.doi.org/10.18316/2236-6377.15.0 DOI: https://doi.org/10.18316/recc.v24i2.5270

Sordi MRL. Docência no ensino superior: interpelando os sentidos e desafios dos espaços institucionais de formação. Educar em Revista. 2019; 35(75):135-54. Doi: https://doi.org/10.1590/0104-4060.67031 DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.67031

Silva GTR et al. Formação de professores na área da Saúde sob a ótica da educação interprofissional. Rev. Bras. Enferm. 2022; 75(4):e20201369. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-1369 DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-1369

Menezes KM, Candito V, Rodrigues CBC. Contribuições da pesquisa-ação para educação em saúde no contexto escolar. Linhas Críticas. 2021; 27. Doi: https://doi.org/10.26512/lc27202138380

de Messias, KLM, Simões LLF, Bessa OAC. Avaliação do Programa Médico Ceará: Estudo transversal. Cadernos ESP. 2022; 16(3): 9-15. Doi: https://doi.org/10.54620/cadesp.v16i3.710 DOI: https://doi.org/10.54620/cadesp.v16i3.710

Downloads

Publicado

06-09-2023

Como Citar

1.
Cavalcante ASP, Ramos N de M, Moura LLN, de Sousa RV, Dantas FRP, Cândido CC, Tomaz JBC. COMPETÊNCIAS E NECESSIDADES DOCENTES DE UMA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA. Cadernos ESP [Internet]. 6º de setembro de 2023 [citado 24º de abril de 2024];17(1):e1698. Disponível em: https://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/1698
Received 2023-07-17
Accepted 2023-08-23
Published 2023-09-06

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)