Ocorrência de doenças transmitidas por alimentos no município de Vitória da Conquista, Bahia

Conteúdo do artigo principal

Fernanda Vilas Bôas Batista
Vanessa Moraes Bezerra

Resumo

Objetivo: avaliar a ocorrência de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) no município de Vitória da Conquista, BA. Métodos: estudo longitudinal retrospectivo, entre os anos de 2007 a 2010. Resultados: foram notificados 128 casos de DTA, com maior número de notificações (60,16%) em 2008, seguidos dos anos de 2009 (22,66%), 2007 (14,84%) e 2010 (2,34%). A Hepatite A foi o agravo com maior número de casos (49,22%), seguido do Rotavírus (35,94%) e Febre Tifoide (14,84%). A faixa etária com maior número de casos foi de um a 9 anos; a maioria dos acometidos possuía baixa escolaridade (54,29%) e apresentaram dois sintomas (58,46%). Conclusão: Pode-se inferir que ocorreu uma subnotificação de DTA. Tornam-se necessárias a conscientização e a capacitação dos profissionais de saúde responsáveis pelo registro das informações, bem como a implantação da Vigilância Epidemiológica de DTA para que os dados obtidos sejam fidedignos à realidade encontrada.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Vilas Bôas Batista F, Moraes Bezerra V. Ocorrência de doenças transmitidas por alimentos no município de Vitória da Conquista, Bahia. Cadernos ESP [Internet]. 4º de outubro de 2019 [citado 5º de dezembro de 2022];9(1):27-34. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/89
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Fernanda Vilas Bôas Batista

Graduação em Nutrição. Instituto Multidisciplinar em Saúde - Universidade
Federal da Bahia.

Vanessa Moraes Bezerra

Graduação em Nutrição. Doutorado em Saúde Pública. Instituto
Multidisciplinar em Saúde.Docente da Universidade Federal da Bahia.