SISTEMA DE INFORMAÇÃO PAVS

ANÁLISE DE MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ

  • Lia Barros da Fonseca Célula de Vigilância Sanitária de Fortaleza.
  • Marina Pereira de Vasconcelos Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte.
  • Tereza Emanuuelle da Silva Costa Escola de Saúde Pública do Ceará
Palavras-chave: Vigilância Sanitária, Planejamento em Saúde, Estruturação

Resumo

O Ceará possui 184 municípios, todos com vigilância sanitária (VISA) implantada. Anualmente as VISAs dos municípios devem construir um plano de ação onde são pactuados procedimentos considerados necessários para o desenvolvimento das ações desse órgão. O presente estudo teve como objetivo realizar a análise da estrutura das vigilâncias sanitárias dos municípios do Ceará. Trata-se de um estudo com abordagem quantitativa, exploratória e descritiva. Foram considerados como amostra 81 planos de ação de vigilância sanitária. Os planos de ação dispostos no aplicativo PAVS foram analisados e foram identificados os procedimentos relacionados à estruturação de VISA. Constatouse que houve a baixa adesão do PAVS e que os municípios da pesquisa possuem alguma deficiência em pelo menos uma das cinco áreas de estruturação do plano de ação, o que coincide com resultados encontrados em outros municípios, conforme estudos citados neste trabalho. Foi identificada a alta frequência de pactuação, principalmente dos procedimentos relacionados à gestão de pessoas, estrutura administrativa e operacional e estrutura física e recursos materiais. Percebeu-se também que seriam necessários estudos mais abrangentes para realizar um diagnóstico estrutural das VISAS, a fim de que estratégias sejam adotadas e esses municípios possam elevar a qualidade do serviço prestado à população.