UM OLHAR ANALÍTICO SOBRE AS ÁGUAS ENVASADAS NO ESTADO DO CEARÁ
PDF

Palavras-chave

Águas envasadas
Amostras
Legislação

Como Citar

1.
Almeida LC, Rojas Burgoa MI, Alencar de Araújo V, Almeida Cabral L, Pinto da Costa MT, de Brito Melo C, Araújo Fraga AC. UM OLHAR ANALÍTICO SOBRE AS ÁGUAS ENVASADAS NO ESTADO DO CEARÁ. Cadernos ESP [Internet]. 19º de dezembro de 2019 [citado 4º de dezembro de 2021];13(2):24-37. Disponível em: //cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/196

Resumo

Devido ao cenário nordestino, quanto à disposição de água de boa qualidade para o consumo
humano, surgiram no mercado as águas envasadas. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade
das águas envasadas (minerais e adicionadas de sais) no estado do Ceará e as legislações. Para isso foram analisados os laudos expedidos pelo Laboratório Central do Ceará, pertencente ao Programa Estadual de Monitoramento das Águas Envasadas, no período de janeiro de 2015 a dezembro de 2016. Os resultados insatisfatórios das análises microbiológicas de amostras de água mineral foram 17,7% em 2015 e 23,5% em 2016, e de amostras de água adicionada de sais 10,7% em 2015 e 22,9% em 2016. Com relação às análises físico-químicas, apenas o total de sais adicionados das águas adicionadas de sais se mostraram insatisfatórios com um percentual de 55,5% em 2015 e 44,4% em 2016. Várias incoerências são encontradas na legislação vigente. Mesmo assim, uma parte expressiva dos produtos ainda se encontra inapropriada para o consumo. Conclui-se que um alto índice de amostras de águas minerais e águas adicionadas de sais estão insatisfatórias em relação aos parâmetros microbiológicos, enquanto que no parâmetro físico-químico (sais adicionados) este índice ocorreu apenas nas águas adicionadas de sais.

PDF